Teresina, 23 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Conselheiro do TCE-PI pede quebra de sigilo do relatório da auditoria do Sistema de Transporte Público de Teresina

O conselheiro substituto Delano Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) propôs a quebra de sigilo do relatório da auditoria do Sistema de Transporte Público de Teresina. A auditoria foi realizada a pedido da Assembleia Legislativa do Piauí e abrangeu o período de 2014 a 2022,
Conselheiro substituto do TCE-PI Delano Câmara pede a quebra do sigilo sobre auditoria do Transporte Coletivo de Teresina
Delano Câmara, relator do processo que auditou o Sistema de Transporte Coletivo de Teresina.

Delano Câmara conselheiro subsittuto e relator do processo de auditoria do Sistema de Transporte Público de Teresina propôs que o acesso ao Relatório de Auditoria seja disponibilizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) “para todo e qualquer cidadão”, destacou Câmara.

Na prática, as informações estão sob sigilo devido à Resolução nº 14/2021, de 15 de julho de 2021. Os autos do processo TC/009266/2021 estão atualmente indisponíveis para consulta através do site do TCE Piauí.

O despacho do relator, de 17 de maio, também solicita que o processo seja incluído na pauta de julgamento na próxima Sessão Ordinária, na próxima quinta-feira (25). Além de decidir sobre a disponibilização de acesso aos autos, o TCE deve delibarar sobre a realização de uma Audiência Pública em 20 de Junho.

A auditoria foi uma solicitação da Assembleia Legislativa do Piauí. Em junho de 2021, os deputados estaduais pediram a realização de inspeção para apuração de responsabilidade pela crise na operação do sistema de transporte público de passageiros.

Detalhes da auditoria

A auditoria, realizada pela Diretoria de Fiscalização de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (DEINFRA), abrange o período de 2014 a 2022 e compreende um completo levantamento das ações tomadas pelo Município de Teresina em relação ao transporte público. O levantamento envolve recursos da ordem de R$ 776,75 milhões, sendo que para a infraestrutura foram investidos R$ 80,50 milhões e o restante foi aplicado no sistema de mobilidade de um modo geral.

Aspectos avaliados

A auditoria avaliou se a Prefeitura de Teresina tem priorizado investimentos para o sistema, se houve vantagem na adoção da integração, o modelo de remuneração do sistema, a integridade do sistema de bilhetagem eletrônica e o desempenho da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SRANS) na fiscalização da operação do STPC.

Transparência e acesso à Informação

Após a conclusão da análise da auditoria pela Diretoria Técnica, o relatório será incluído na pauta da próxima sessão do TCE Piauí. Segundo o conselheiro substituto Delano Câmara, após a apresentação formal do relatório, todo o teor será disponibilizado para conhecimento da sociedade através de um link no site do TCE-PI, garantindo a transparência e o acesso à informação.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você