Teresina, 28 de novembro de 2023
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
PUBLICIDADE

Vereadores autorizam R$ 238 milhões para a Prefeitura de Teresina e novo Refis

A Câmara Municipal de Teresina aprovou o empréstimo de R$ 200 milhões junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e uma operação de crédito de R$ 38 milhões com a Caixa Econômica Federal. Vereador Antonio José Lira fala do novo Refis, também aprovado na Casa.
Antonio José Lira, lider do prefeito na Câmara Municipal de Teresina fala sobre aprovação de Refins e Empréstimo

Após semanas de discussões e atrasos, os vereadores de Teresina finalmente aprovaram uma série de propostas financeiras cruciais para a cidade. Entre elas, estão a autorização para a Prefeitura de Teresina obter um empréstimo de R$ 200 milhões com a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e uma operação de crédito de R$ 38 milhões junto à Caixa Econômica Federal.

Além dos empréstimos, a Câmara Municipal também aprovou o projeto do novo Refis, Programa de Recuperação Fiscal, que visa a regularização e renegociação de dívidas com o município. Essas medidas foram aprovadas em duas votações seguidas na manhã de terça-feira (11), com todos os 29 vereadores presentes votando favoravelmente.

O presidente da Casa, Enzo Samuel (PDT), destacou a importância de acompanhar de perto como esses recursos serão utilizados. Ele cobrou que a Prefeitura de Teresina envie informações sobre o planejamento para a aplicação dos recursos obtidos através da operação de crédito. Até o momento, o cronograma de obras não foi repassado ao Legislativo.

“Estamos fazendo a nossa parte, vamos cobrar e fiscalizar. Nós aprovamos o empréstimo e, agora, queremos saber que obras que serão realizadas. E, se não começar [as obras], nós vamos cobrar também. Não é dinheiro dado, é emprestado. Se esse recurso fica parado, há um prejuízo. Quero que haja investimentos para a cidade, que o dinheiro seja realmente aplicado”, declarou Enzo Samuel.

Apesar da resistência inicial e da cobrança por um planejamento mais detalhado, os projetos enviados pela Prefeitura de Teresina foram aprovados, inclusive com votos da oposição. O presidente do Progressistas, Aluísio Sampaio, afirmou: “É mais um crédito que a oposição está dando para essa gestão municipal”.

Antonio José Lira chorou com adiamento

A cúpula da Prefeitura de Teresina esperava que o projeto Refis e as autorizações para os empréstimos fossem aprovados na semana passada. Numa movimentação de última hora, os projetos foram retirados de votação sob a alegação de que não havia quórum na Câmara Municipal para a votação. Entretanto, segundo Antonio José Lira, líder da Prefeitura na Câmara, todos os vereadores estavam na casa.

O fato foi visto como uma manobra do vereeador Enzo Samuel, presidente da Casa. As reações da Prefeitura foram imediatas e surtiram efeito.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você