Teresina, 12 de abril de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Arthur Lira diz que presidente Lula não delega

🗣️💼 Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, destaca as diferenças entre as gestões de Bolsonaro e Lula. Segundo Lira, a centralização sem delegação é um desafio do governo Lula que precisa ser revisto. Ele sugere que Lula aprenda a delegar e confiar em seus ministros. Lira expressa preocupação com a imposição da agenda presidencial ao Congresso e a falta de aceitação de decretos polêmicos. Ele apela por uma mudança na estratégia do governo para melhorar a relação com o Congresso, equilibrando delegação e mérito das decisões políticas.
Arthur Lira faz críticas ao modo como o presidente Lula se relaciona com a Câmara
Arthur Lira, presidente da Câmara. Foto: Marina Ramos/

Arthur Lira, atual presidente da Câmara dos Deputados, destacou recentemente diferenças significativas entre a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro e do atual presidente Lula. Segundo Lira (Progressitas), a diferença mais notável é a centralização das decisões. Enquanto Bolsonaro era conhecido por um estilo de governo mais centralizado, mas delegava, Lula também tem seguido o caminho semelhante da centralização, mas não delega, o que, na visão de Lira, é algo que precisa ser revisto.

Lira sugere que Lula deve aprender a delegar mais, confiando em seus ministros e colegas para melhorar a governança. Ele expressou preocupação com a estratégia de Lula de impor sua agenda ao Congresso através de decretos e tentativas de alterar decisões anteriores. Em alguns casos, Lula chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) em face da oposição.

A comunicação de Lira tem sido consistente, expressando uma crescente distância entre o governo e a Câmara dos Deputados. Isso é visto como um fator preocupante que exige uma mudança na abordagem do governo. O tom de Lira em relação ao governo tem mudado desde o início do ano. O presidente da Câmara começou com uma postura mais construtiva, disposto a trabalhar em parceria com o governo. No entanto, ao longo dos meses, ele se distanciou gradualmente dessa posição.

Lira acredita que a falta de delegação por parte do governo Lula é um fator contribuinte para os desafios atuais. No entanto, ele também sugere que a questão não é apenas sobre delegar responsabilidades, mas também sobre o mérito das decisões tomadas pelo governo.

Ele citou o exemplo do polêmico projeto de lei das fake news, que tem enfrentado forte oposição. Lira questiona até que ponto a capacidade de delegar melhoraria a aceitação de decretos que buscam alterar leis recentemente aprovadas e debatidas no Congresso Nacional.

Neste cenário, Lira apela para uma mudança na estratégia do governo para melhorar sua relação com o Congresso. Ele ressalta a importância da delegação e da confiança em seus colegas de governo para implementar uma governança eficaz. No entanto, também destaca que o mérito das decisões políticas não pode ser negligenciado, sugerindo uma abordagem mais equilibrada para a tomada de decisões no nível governamental.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você