Teresina, 19 de abril de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Preços do petróleo sobem nesta segunda após Arábia Saudita anunciar corte na produção

Preços do Petroleo sobem nesta segunda(5). Projeção é de mais aumento após novo acordo da OPEP
Aumento nos preços do Petróleo seguem até julho, segundo IEA

Os preços do petróleo tiveram um aumento de mais de 1% por barril nesta segunda-feira, após a Arábia Saudita, maior exportadora de petróleo bruto, anunciar um corte na produção de 1 milhão de barris por dia a partir de julho. A medida tem como objetivo enfrentar os desafios macroeconômicos que afetaram os mercados em meio à depressão dos preços.

Preços do petróleo hoje

Os futuros do petróleo Brent subiram US$ 1,00, ou 1,3%, chegando a US$ 77,13 por barril às 11h05 EDT (15h05 GMT), atingindo a máxima de US$ 78,73 durante a sessão. Já o petróleo dos EUA West Texas Intermediate teve um ganho de 87 centavos, ou 1,2%, chegando a US$ 72,61, após atingir uma alta intradiária de US$ 75,06.

Na sexta-feira, ambos os contratos já haviam registrado ganhos de mais de 2%, impulsionados pelo anúncio do Ministério da Energia da Arábia Saudita sobre a redução da produção do país para 9 milhões de barris por dia em julho, em comparação com cerca de 10 milhões de barris por dia em maio. Esse corte representa a maior redução realizada pela Arábia Saudita em anos.

O corte voluntário da Arábia Saudita vem como complemento ao acordo mais amplo da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados, incluindo a Rússia, para limitar a oferta até 2024. O grupo conhecido como OPEP+ busca impulsionar os preços do petróleo em um contexto de demanda global.

Fatih Birol, chefe da agência internacional de energia afirmou que preços devem subir após acordo.
Fatih Birol, chefe da IEA

Fatih Birol, chefe da Agência Internacional de Energia (IEA), afirmou na segunda-feira que a probabilidade de preços mais altos do petróleo aumentou consideravelmente após o novo acordo da OPEP+.

A OPEP+ é responsável por cerca de 40% da produção mundial de petróleo e já cortou sua meta de produção em um total de 3,66 milhões de barris por dia, representando aproximadamente 3,6% da demanda global.

O mercado ainda está avaliando o impacto do corte na produção saudita, mas está recebendo as notícias de forma otimista. A reação do mercado nesta segunda-feira foi relativamente discreta em comparação com cortes anteriores realizados pela OPEP+, que não conseguiram sustentar os preços por muito tempo.

Segundo a avaliação de consultores, o corte adicional da Arábia Saudita provavelmente aprofundará o déficit de oferta do mercado para mais de 3 milhões de barris por dia em julho, o que pode levar a um aumento nos preços nas próximas semanas.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você