Teresina, 19 de abril de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Cardiologista defende médico Eduardo Melo: ‘não foi um erro médico’

O cardiologista Paulo Márcio defendeu o médico cirurgião Eduardo Melo, encontrado morto após ser indiciado por homicídio culposo. Em um vídeo, Paulo afirmou que "não foi um erro médico" que levou à morte da criança
Médico Paulo Márcio defende o colega Eduardo Melo, morto nesta quinta-feira(29): "não foi erro médico"
Paulo Márcio sai em defesa do colega Eduardo Leite: "divulgação foi o gatilho para a tragédia"

O médico cardiologista Paulo Márcio defendeu o médico cirurgião Eduardo Melo, que foi encontrado morto nesta quinta-feira (29), após ser indiciado por homicídio culposo. Em um vídeo publicado nas redes sociais, Dr. Paulo Márcio afirmou que Eduardo Guimarães Melo não errou no procedimento realizado em uma criança que faleceu no hospital da Unimed, em Teresina, no dia 16 de fevereiro.

O médico Paulo Márcio detalhou que em fevereiro, Eduardo Melo realizou um procedimento em uma criança em hemodiálise e com infecção generalizada. Durante o procedimento, a agulha triscou em uma artéria próxima à veia que estava sendo pulsionada, causando sangramento. A criança foi prontamente atendida por uma equipe de cirurgiões, mas não resistiu devido à sua saúde já debilitada.

O cardiologista reforçou que as acusações contra Eduardo Melo são “injustas” e que o que ocorreu não foi um erro médico, mas uma complicação de um procedimento de alto risco, algo que está descrito em qualquer livro de medicina. Ele lamentou a morte do profissional e afirmou que a divulgação do indiciamento foi um gatilho para a tragédia que aconteceu.

Dr. Paulo Márcio expressou suas condolências à família e amigos de Eduardo Melo, descrevendo-o como um cidadão, um homem de bem, e um médico bem formado que já salvou milhares de crianças em Teresina.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você