Teresina, 19 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Reajustes salariais acima da inflação são registrados em 72,5% dos salários em 2023

De acordo com o boletim Salariômetro da Fipe, 72,5% dos salários registraram reajustes acima da inflação medida pelo INPC em 2023. O relatório aponta que em abril o reajuste mediano foi de 5%, enquanto o INPC acumulado ficou em 4,4%
Reajustes salariais acima da inflação são registrados em 72,5% dos salários em 2023
Pesquisa mostra que 7 em cada 10 salários tiveram reajuste acima da inflação.

Segundo o boletim Salariômetro, divulgado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta sexta-feira (19), sete em cada dez salários (72,5%) tiveram reajuste acima da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 2023. O relatório aponta que, em abril, o reajuste mediano foi de 5%, enquanto o INPC acumulado ficou em 4,4%. Neste mês, cerca de 63,5% dos reajustes foram superiores ao INPC, com um piso salarial mediano de R$ 1.554.

Tendência de reajustes salariais acima da inflação

Esse é o sétimo mês consecutivo em que os reajustes medianos dos salários ficam acima do INPC. Até o momento deste ano, a proporção de salários com reajuste idêntico ao INPC foi de 19,7%, enquanto 7,8% dos salários tiveram correção abaixo do índice de inflação.

Projeções para maio

O boletim também traz projeções para o mês de maio, indicando um reajuste mediano de 6,3% e um piso salarial mediano de R$ 1.531. Estima-se que, neste mês, cerca de 98,2% das negociações resultem em ganhos salariais acima da inflação.

Metodologia do estudo

O relatório do Salariômetro é uma ferramenta que permite compreender os resultados dos acordos firmados entre trabalhadores e empregadores no que diz respeito aos reajustes salariais. A pesquisa acompanha as negociações por meio dos acordos e convenções depositados na página do Mediador do Ministério do Trabalho. A Fipe coleta os dados disponibilizados pelo governo e organiza as informações, fornecendo valores observados para 40 resultados das negociações coletivas, desagregados por acordos, convenções e setores econômicos. Categorias como despachantes, funcionários de autoescolas, servidores públicos e empregados da agropecuária têm registrado bons resultados nas mesas de negociação realizadas entre janeiro e maio deste ano.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você