Teresina, 20 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Pesquisa revela que motoristas do Uber e entregadores do iFood buscam proteção social e direitos trabalhistas

O levantamento foi realizado entre janeiro e março deste ano, ouvindo aleatoriamente 2.800 motoristas e entregadores parceiros das duas plataformas digitais em todo o país.
Pesquisa com motoristas do Uber e entregadores do Ifood revela anseios da categoria
Dados: 79% dostrabalhadores consideram o ganho mensal com aplicativos fundamental.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Datafolha em parceria com Uber e iFood, intitulado “Futuro do Trabalho por Aplicativo”, revelou que metade dos motoristas do Uber e entregadores do iFood no Brasil dependem exclusivamente dessas plataformas como fonte de renda. Além disso, até 79% desses trabalhadores consideram o ganho mensal proveniente desses aplicativos como fundamental. No entanto, eles também expressaram a necessidade de mais proteção social e direitos trabalhistas, mesmo valorizando a flexibilidade oferecida pelo trabalho por aplicativo.

O levantamento foi realizado entre janeiro e março deste ano, ouvindo aleatoriamente 2.800 motoristas e entregadores parceiros das duas plataformas digitais em todo o país. Os resultados surgem em um momento em que o governo está formando um grupo de trabalho para propor regulamentações para o trabalho por aplicativos, com a participação de ministérios, sindicatos e representantes dos empregadores.

Preferência pela autonomia e flexibilidade

De acordo com o estudo, 75% dos trabalhadores entrevistados preferem manter o atual modelo de trabalho em vez de serem contratados sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), pois valorizam a autonomia e a capacidade de definir seus próprios horários e recusar viagens. No entanto, 89% concordam que é necessário garantir mais proteção social e direitos trabalhistas, como a previdência, desde que não haja interferência na flexibilidade.

Continuar atuando em múltiplas plataformas

O estudo revela ainda que 89% dos entrevistados desejam continuar atuando em múltiplas plataformas simultaneamente, mesmo considerando o Uber e o iFood como suas principais opções. Essa preferência por múltiplas plataformas se deve à existência de concorrentes como o 99, para motoristas do Uber, e iniciativas de restaurantes e a plataforma Rappi, para entregadores do iFood.

Importância da construção de políticas públicas

Diante dos resultados, Debora Gershon, executiva responsável pelas Relações Acadêmicas do iFood, ressalta que o trabalho intermediado por aplicativos se tornou uma realidade para 1,7 milhão de motoristas e entregadores no Brasil, oferecendo uma alternativa para gerar renda com flexibilidade. Os dados do estudo servem como ponto de partida para compreender melhor o novo perfil de trabalho e discutir melhorias efetivas. Rafael Alloni, gerente de Relações Governamentais da Uber, afirma que as preferências dos trabalhadores indicam a importância de construir políticas públicas que garantam proteção sem prejudicar a liberdade e a geração de renda de milhões de pessoas.

Preocupações e necessidade de proteção

O estudo também aponta as principais preocupações dos motoristas e entregadores. Entre os motoristas, 57% destacam a manutenção dos veículos como a maior preocupação, seguida pelo medo de assaltos (48%) e a perda de renda em caso de acidentes (46%). Já entre os entregadores, as preocupações incluem a perda de renda após acidentes de trânsito (48%), o risco de serem desvinculados das plataformas (44%) e a manutenção de seus veículos (42%).

Esses resultados ressaltam a importância de debater e implementar políticas que ofereçam proteção social e direitos trabalhistas aos motoristas e entregadores de aplicativos, buscando um equilíbrio entre a flexibilidade proporcionada por essas plataformas e a segurança e bem-estar dos trabalhadores.

Fonte: DataFolha

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você