Teresina, 25 de fevereiro de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro deixou joias sauditas expostas na cozinha do Palácio do Alvorada

Segundo ex-secretário de Comunicação, o casal só soube do conteúdo do estojo de joias 13 meses após sua entrada no país.
Michelle Bolsonaro, ex-primeira-dama do Brasil, em evento oficial
Ex-primeira dama Michele Bolsonaro

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro manteve um estojo contendo joias, presente do governo da Arábia Saudita, exposto na cozinha do Palácio do Alvorada por dois ou três dias, conforme revelado pelo ex-secretário de Comunicação do governo Jair Bolsonaro (PL), Fabio Wajngarten, em entrevista à CNN.

Wajngarten afirmou que tanto Michelle quanto o presidente não sabiam do conteúdo do presente. O casal só tomou conhecimento das joias 13 meses após sua entrada no Brasil. O pacote, que entrou ilegalmente no país sem ser declarado, chegou na comitiva do então ministro de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, após uma viagem à Arábia Saudita em outubro de 2021. O estojo ficou guardado no cofre do MME por mais de um ano antes de ser encaminhado ao acervo da Presidência da República.

Avaliado em cerca de R$ 2,5 milhões, o estojo continha itens da marca Chopard, incluindo uma caneta, um anel, um relógio, abotoaduras e um rosário árabe chamado “masbaha”. O relógio Chopard, avaliado em aproximadamente R$ 800 mil, é um item de colecionador com apenas 25 unidades produzidas. Em março, o conjunto foi devolvido pela defesa do ex-presidente após determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Michelle confirmou ter recebido as joias e esclareceu que elas fazem parte de um segundo pacote, diferente daquele avaliado em R$ 16,5 milhões, que foi confiscado pela Receita Federal. Segundo ela, as joias do Alvorada foram devolvidas à Caixa Econômica Federal no mês passado.

No total, Jair Bolsonaro recebeu três caixas de joias do governo da Arábia Saudita, avaliadas em mais de R$ 19,5 milhões. A peça de maior valor é um colar de diamantes da marca Chopard, parte de um conjunto com brincos, anel e relógio cravejados de brilhantes. Estas joias, retidas pela Receita Federal no Aeroporto de Guarulhos em São Paulo, não foram declaradas adequadamente.

Fonte: Jornal O GLOBO

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você