Teresina, 23 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Polícia Federal faz busca e apreensão em endereços ligados ao senador Marcos do Val

A operação foi autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes na noite desta quarta (14). Polícia Federal cumpriu mandatos de busca e apreensão também no gabine de Marcos do Val no Senado.
polícia federal faz busca e apreensão em endereços ligados ao senador Marcos do Val, entre eles, o gabinete do parlamentar no Senado
Gabinete de Marcos do Val no Senado foi um dos alvos da ação da PF. Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (15) uma operação de busca e apreensão em endereços vinculados ao senador Marcos do Val (Podemos-ES). A ação é parte de uma investigação solicitada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que apura suspeitas de crimes de falso testemunho, denunciação caluniosa e coação.

O mandado de busca e apreensão referente ao caso foi assinado na noite de ontem e atingiu o apartamento funcional ocupado por do Val em Brasília, seu gabinete no Senado e um endereço no Espírito Santo.

O inquérito foi iniciado em fevereiro, depois que Do Val realizou uma transmissão ao vivo em suas redes sociais. Na live, ele alegou que uma reportagem da revista Veja revelaria que o presidente Jair Bolsonaro tentou coagi-lo a “dar um golpe de Estado junto com ele”.

Contudo, horas após a acusação direta, o senador retratou-se, afirmando que Bolsonaro “apenas ouviu” o plano do ex-deputado federal Daniel Silveira e que estaria refletindo sobre a situação.

Em sua decisão para abrir a investigação, o ministro Moraes destacou que o senador, quando ouvido como testemunha pela Polícia Federal, apresentou “uma quarta versão dos fatos por ele divulgados”, todas contraditórias entre si. Segundo Moraes, isso evidencia “a pertinência e necessidade de diligências para o seu completo esclarecimento”.

Pedido de afastamento do mandato negado

Conforme apurado pelo site Metrópoles, a Polícia Federal solicitou o afastamento do senador Marcos do Val (Podemos-ES) de seu mandato. No entanto, tal pedido foi negado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A requisição dessas medidas ocorreu após investigadores identificarem tentativas do parlamentar de obstruir apurações sobre os atos classificados como terroristas ocorridos em 8 de janeiro. O senador é atualmente investigado por suspeitas de crimes de falso testemunho, denunciação caluniosa e coação.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você