Teresina, 22 de junho de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Deputados do União Brasil ameaçam ‘desembarque’ do governo em meio a impasse ministerial

Esta semana, o presidente Lula deve sentir o aumento da pressão exercida pelo União Brasil na Câmara. Deputados do partido querem a indicação de Celso Sabino para o Ministério do Turismo.
Deputado federal Elmar Nascimento, líder do União Brasil.
Elmar Nascimento (UB-BA). Foto: Marina Ramos / Câmara dos Deputados

A decisão do presidente Lula de manter a ministra do Turismo, Daniela Carneiro, no cargo, causou irritação na bancada do União Brasil na Câmara dos Deputados. Os parlamentares esperavam que a demissão fosse efetivada nesta terça-feira (13/6).

Em resposta, os deputados do União Brasil discutiram, durante a reunião da bancada, que ocorreu na tarde desta terça em Brasília, a possibilidade de “desembarcar” do governo. O encontro foi liderado pelo deputado Elmar Nascimento (BA), líder do União Brasil na Casa.

Mais pressão sobre Lula

De acordo com relatos de deputados da sigla, a ideia seria enviar “recados” ao Palácio do Planalto ainda nesta semana, votando contra projetos de interesse do governo na Câmara dos Deputados.

Os deputados do União Brasil já haviam alertado as lideranças governistas que, assim como contribuíram com cerca de 50 votos nas principais votações deste ano, poderiam retirar esses votos e fortalecer a oposição ao presidente Lula.

Os parlamentares do União Brasil afirmam que o clima com o governo está “bélico”. Líderes do partido afirmam que já estava acertado que Lula nomearia o deputado Celso Sabino (PA) para substituir Daniela no Ministério do Turismo.

Sabino conta com o apoio de grande parte da bancada do União Brasil na Câmara dos Deputados. Os parlamentares até mesmo organizaram um abaixo-assinado em apoio à nomeação de Sabino para o cargo.

Conforme relatado anteriormente, durante uma reunião nesta terça-feira, Lula deixou claro à ministra que existe pressão para sua saída do cargo, mas que só tomará uma decisão final após se reunir com Sabino e outras lideranças políticas

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você