Teresina, 21 de abril de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Piauí entre os nove estados com mais de 50% da população em situação de pobreza

O estado do Piauí ainda enfrenta um preocupante índice de pobreza, com mais da metade da população vivendo nessa condição. Enquanto o país registrou uma queda na taxa de pobreza em 2022, nove estados, incluindo o Piauí, continuam com a maioria de suas populações vivendo com uma renda mensal baixa.
Embora a taxa de pobreza no Brasil tenha diminuído, ainda são 70,7 milhões de brasileiros nessa situação, e a persistência da pobreza no Piauí destaca as desigualdades regionais existentes no país.
Dados revelam a dura realidade de mais da metada da população do PIauí.

O estado do Piauí, mesmo com uma redução na taxa de pobreza, segue com um preocupante índice: mais da metade da sua população, 50,4%, vive em situação de pobreza. O cenário surge de um recente estudo do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), que retratou uma realidade duplamente faceta: enquanto o país registrou uma queda na taxa de pobreza, com mais de 10 milhões de brasileiros saindo dessa linha em 2022, nove estados, incluindo o Piauí, seguem com a maioria de suas populações vivendo com uma renda mensal de até R$ 665,02.

Uma visão geral da pobreza no Brasil

Segundo o IJSN, a taxa de pobreza brasileira caiu de 38,2% para 33% entre 2021 e 2022, retornando a um patamar próximo ao de 2020. No entanto, a quantidade de pessoas vivendo em situações precárias ainda é alarmante: são 70,7 milhões de brasileiros nesse grupo, uma redução significativa em relação aos 81,2 milhões em 2021. Todos os estados do país apresentaram queda nas taxas de pobreza no último ano, com as maiores reduções observadas em Roraima e Sergipe.

O papel da melhora do mercado de trabalho e dos programas de transferência de renda

A queda na pobreza em 2022 foi atribuída a dois fatores principais: a recuperação do mercado de trabalho e a expansão de programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil, fortalecido no último ano do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro.

A realidade no Piauí

O Piauí figura na lista de nove estados com a maior parte da população vivendo em situação de pobreza. Mesmo com as estratégias nacionais de combate à pobreza, mais de metade dos piauienses enfrenta essa dura realidade. O Norte e o Nordeste concentram a maioria desses estados, destacando a persistência de desigualdades regionais no país.

Extrema pobreza e comparação internacional

A pesquisa também revelou uma diminuição no número de brasileiros vivendo em extrema pobreza, ou seja, com uma renda mensal de até R$ 208,73. Essa parcela da população recuou de 20 milhões em 2021 para 13,7 milhões em 2022. No entanto, esses números ainda são preocupantes quando comparados internacionalmente. A taxa de extrema pobreza do Brasil é superior à de países como a Colômbia e o México.

A diminuição da pobreza no Brasil é uma boa notícia, mas a realidade no Piauí e em outros estados é um lembrete de que ainda há muito trabalho a ser feito para aliviar a pobreza em todo o país. A melhora do mercado de trabalho e a expansão de programas de assistência social são passos importantes, mas também são necessárias estratégias que abordem as disparidades regionais e o alto nível de pobreza persistente em estados como o Piauí.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você