Teresina, 22 de junho de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Dobrando a aposta: Rafael Fonteles supera Wellington Dias com investimento recorde no ensino médio

O Decreto nº 21.956, assinado pelo governador em exercício Themistocles Sampaio, autoriza um crédito suplementar de R$ 26,5 milhões, destinando R$ 17,1 milhões à educação no Piauí. Essa medida demonstra uma mudança nos planos orçamentários do governo, priorizando o investimento na área educacional. O governador Rafael Fonteles determinou um remanejamento adicional de R$ 9,6 milhões para o programa "Apoio ao Educando - Ensino Médio", elevando os recursos para transporte escolar, alimentação e manutenção das escolas. Comparativamente, Fonteles investe mais do que o dobro em apoio aos alunos do ensino médio, em relação ao último ano do governo de Wellington Dias.
Na imagem, o governador Rafael Fonteles é visto discursando com entusiasmo sobre a importância da educação para o desenvolvimento do estado do Piauí. Recentemente, Fonteles demonstrou seu compromisso com a educação ao aprovar um crédito suplementar de R$ 26,5 milhões, dos quais R$ 17,1 milhões serão destinados exclusivamente ao setor educacional. Além disso, o governador redirecionou R$ 9,6 milhões adicionais para o programa "Apoio ao Educando - Ensino Médio", reforçando ações como transporte escolar, alimentação e manutenção das escolas. Esses investimentos mostram o foco de Fonteles em melhorar a qualidade do ensino médio no estado, mais do que dobrando os recursos aplicados pelo seu antecessor, Wellington Dias.

O Decreto nº 21.956, de 31 de março de 2023, assinado pelo governador em exercício, Themistocles Sampaio, autorizou o Governo do Estado a abrir um de crédito suplementar no valor global de R$ 26.557.680,00. Mais de 65% deste valor, um total de R$ 17,1 milhões, será destinado à educação.

Todo ano, o Governo do Estado envia para a Assembleia Legislativa a Lei Orçamentária Anual. Uma previsão de gastos e despesas do ano seguinte. O decreto significa, na prática, que o governo mudou de planos em relação ao orçamento deste ano e decidiou, ou percebeu a necessidade, de investir mais em determinada área. Neste caso, a educação. Algo que o governador Rafael Fonteles (PT) parece levar a muito a sério.

Fonteles determinou um remanejamento de mais R$ 9.671.303,00 para o “Apoio ao Educando – Ensino Médio”. O valor vai aumentar as ações que garatem “condições para o acesso e permanência do aluno na escola por meio do transporte escolar, alimentação e manutenção das escolas”.

Decreto amplia investimentos na Educação

A Lei de Orçamentária Anual de 2023, aprovada pela Assembleia Legislativa do Piauí, previa um gasto de R$ 63.387.791,00 para isso. Com a nova suplementação, Rafael Fonteles pode agora investir até R$ 73 milhões de reais para transportar, oferecer alimento e fazer a manutenção das escolas.

Para se ter uma ideia, o valor é mais do que o dobro do investido em apoio aos alunos do ensino médio no último ano de Wellington Dias (PT) no governo.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você