Teresina, 23 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

“Abuso de quadrilha chefiada por Moro”, afirma Eduardo Cunha ao celebrar anulação de condenação pelo STF

Eduardo Cunha celebra a anulação de sua condenação pela Segunda Turma do STF, que considerou a 13ª Vara Federal em Curitiba incompetente para julgar o caso. A decisão pode ter implicações mais amplas para a Operação Lava Jato.
Eduardo Cunha comemora anulação de sua condenação pelo STF e ataca Sérgio Moro
Eduardo Cunha comemora e ataca Sérgio Moro. Foto: José Cruz

Eduardo Cunha, que havia sido sentenciado a quase 16 anos de prisão no âmbito da Operação Lava Jato. A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) anulou a condenação por 3 votos a 2. A decisão foi beseada no entendimento de que a 13ª Vara Federal em Curitiba, responsável pela sentença, não era competente para julgar o caso.

A reação de Cunha

Após a decisão do STF, Eduardo Cunha não demorou a expressar sua satisfação. Na sua rede social, o ex-deputado comemorou a decisão, descrevendo-a como uma vitória contra o “abuso de quadrilha chefiada por Moro”. Ele se referia ao ex-juiz Sergio Moro, que presidiu muitos dos julgamentos da Operação Lava Jato.

Implicações mais amplas

A decisão do STF pode ter implicações mais amplas para a Operação Lava Jato. A anulação da condenação de Cunha pode abrir um precedente para outros casos semelhantes, potencialmente desafiando a legitimidade de outras condenações da Lava Jato.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você