Teresina, 28 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Hacker da Vaza Jato aponta deputada Carla Zambelli como financiadora de ataques Cibernéticos

Hacker incrimina a deputada federal Carla Zambelli.
Walter Delgatti Neto e Carla Zambelli. Foto: Reprodução

Walter Delgatti Neto, conhecido como o Hacker da Vaza Jato, implicou a deputada federal Carla Zambelli (PL-SP) em uma série de irregularidades em depoimento à Polícia Federal. Segundo Delgatti, Zambelli o financiava para tentar invadir urnas eletrônicas, celulares de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), e os sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A parlamentar teria o objetivo de desacreditar a Justiça e os ministros vistos como adversários do bolsonarismo.

O depoimento do hacker

Delgatti também relatou um clima de medo, já que Zambelli agendava encontros em locais isolados e em horários suspeitos. Por temer ser vítima de uma “queima de arquivo”, o hacker decidiu entregar a deputada à Polícia Federal.

Preso em 2019 por acessos ilegais, Delgatti foi posteriormente libertado, mas foi detido novamente em junho por violar medidas judiciais que proibiam o acesso à internet. Em uma entrevista, Delgatti admitiu gerenciar o site e as redes sociais de Zambelli. Após sua soltura, o hacker resolveu falar sobre os pedidos feitos pela deputada por receio de sua própria segurança. Segundo ele, sua vida corria risco por ser um “arquivo vivo”.

Negação da deputada

Em resposta às acusações, Carla Zambelli negou veementemente e afirmou desconhecer os fatos mencionados nas declarações de Delgatti. O advogado da deputada, Daniel Bialski, anunciou que solicitará acesso aos autos do processo e tomará todas as medidas legais cabíveis após a análise. Em nota, a assessoria de Zambelli reiterou o desconhecimento da deputada sobre os fatos noticiados e reforçou que todas as medidas cabíveis serão tomadas após análise dos autos.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você