Teresina, 28 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Ex-ajudante de Bolsonaro se mantém em silêncio em depoimento à CPI do 8 de Janeiro

Mesmo com o silêncio de Mauro Cid, parlamentares fazem perguntas ao tenente-coronel, um dos homens de confiança do ex-presidente Bolsonaro.
Apesar de ficar em silêncio, parlamentares fazem perguntas a Mauro Cid durante CPI do 8 de Janeiro
Mauro Cid fica em silêncio durante CPI do 8 de janeiro. Foto: Bruno Spada

O tenente-coronel Mauro Cid, ex-auxiliar do ex-presidente Jair Bolsonaro, se manteve em silêncio durante seu depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do 8 de janeiro. Preso em maio deste ano pela Polícia Federal, Cid está envolvido em um caso que investiga a alteração de cartões de vacinação e a inserção de dados falsos sobre vacinas da Covid-19. A presença do militar fardado e sob forte escolta no Congresso chamou atenção durante o depoimento.

Interrogação Silenciosa

Apesar de sua decisão de não falar durante a CPI, Mauro Cid ainda foi alvo de questionamentos pelos parlamentares presentes na sessão. Sua postura silenciosa ampliou a expectativa em torno do depoimento, que era visto como um momento chave para elucidar questões relacionadas às ações da gestão Bolsonaro durante a pandemia.

Plano de Golpe?

Um dos pontos centrais dos questionamentos é a descoberta de uma minuta em seu celular, que sugere o desenho jurídico de um possível golpe. A presença desse documento levanta questões profundas e potencialmente preocupantes sobre a extensão do papel do tenente-coronel nas atividades do governo Bolsonaro.

A postura do tenente-coronel durante o depoimento alimenta ainda mais a curiosidade e a necessidade de respostas sobre essas questões. As próximas etapas da CPI prometem ser de grande interesse público e de importância crítica para a compreensão das ações governamentais durante um dos momentos mais desafiadores da história recente do país.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você