Teresina, 18 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Emprego formal cresce no Brasil com saldo positivo de 155.270 vagas em maio de 2023

Em maio de 2023, os cinco grandes agrupamentos de atividades econômicas registraram saldos positivos. O setor de Serviços liderou com 83.915 novas vagas.
Caged divulga saldo de empregos no Brasil em maio de 2023
Dados do Caged mostram saldo positivo na geração de empregos no Brasil.

De acordo com dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o emprego formal no Brasil apresentou expansão em maio de 2023, com saldo de 155.270 novos postos de trabalho. Foram 2 milhões de admissões por carteira assinada e e 1.844.932 desligamentos.

O total de vínculos celetistas ativos em maio deste ano chegou a 43,3 milhões o que representa uma variação de +0,36% em relação ao mês anterior. No acumulado do ano (de janeiro a maio), o saldo foi de +865.360 empregos, resultado de 9.968.329 admissões e 9.102.969 desligamentos.

No período de junho de 2022 a maio de 2023, foi registrado saldo positivo de 1.783.713 empregos, fruto de 22.853.069 admissões e 21.069.356 demissões nos cinco maiores setres da economia.

Emprego cresce em todos os setores

Em maio de 2023, os cinco grandes agrupamentos de atividades econômicas registraram saldos positivos. O setor de Serviços liderou com 83.915 novas vagas, seguido pela Construção com 27.958 postos. A Agropecuária gerou 19.559 postos, enquanto o Comércio e a Indústria tiveram saldos de 15.412 e 8.429 novos empregos, respectivamente.

Todas as cinco regiões brasileiras apresentaram saldo positivo de emprego em maio. O Sudeste teve o maior saldo, com 102.749 novas vagas (+0,46%), seguido pelo Nordeste (+14.683 postos, +0,21%), Centro-Oeste (+14.473 postos, +0,38%), Norte (+12.624 postos, +0,61%) e Sul (+8.870 postos, +0,11%).

Piauí entre os três esstados que mais cresceram em empregos

Em termos relativos, Espírito Santo, Pará e Piauí lideraram a variação relativa de novas vagas em relação ao estoque do mês anterior, com +1,63%, +0,84% e +0,83% respectivamente. Em contrapartida, Sergipe, Rio Grande do Sul e Alagoas apresentaram quedas na variação relativa, com -0,06%, -0,09% e -2,10% respectivamente.

No Piauí, houve 12.707 admissões e 10.039 desligamentos, com saldo de 2.668 novos postos de trabalho.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você