Teresina, 23 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Expectativas do Mercado: Relatório Focus do Banco Central do Brasil de 9 de junho

Relatório Semanal Focus do Banco Central do Brasil.
Relatório Focus

De acordo com o relatório Focus do Banco Central do Brasil, divulgado em 9 de junho de 2023, as expectativas do mercado para vários indicadores econômicos mostram algumas mudanças significativas.

Aqui estão os principais destaques:

  • Inflação (IPCA): A expectativa para a inflação (IPCA) caiu de 5,69% para 5,42% para 2023, e de 4,12% para 4,04% para 2024. Para 2025 e 2026, as expectativas também diminuíram ligeiramente para 3,90% e 3,88%, respectivamente.
  • PIB: A expectativa para o crescimento do PIB aumentou de 1,68% para 1,84% para 2023, enquanto para 2024, a expectativa diminuiu ligeiramente de 1,28% para 1,27%. Para 2025 e 2026, as expectativas aumentaram para 1,80% e 1,95%, respectivamente.
  • Câmbio: A taxa de câmbio R$/US$ manteve-se estável em 5,10 para 2023, enquanto para 2024, houve um pequeno aumento de 5,16 para 5,17. Para 2025 e 2026, a taxa de câmbio esperada permaneceu estável em 5,20 e 5,26, respectivamente.
  • Taxa Selic: A expectativa para a taxa Selic permaneceu estável em 12,50% para 2023 e 10,00% para 2024. Para 2025 e 2026, a taxa Selic esperada também permaneceu estável em 9,00% e 8,75%, respectivamente.
  • Balança Comercial: A expectativa para a balança comercial aumentou ligeiramente de US$ 58,75 bilhões para US$ 59,20 bilhões para 2023, enquanto para 2024, a expectativa permaneceu estável em US$ 55,30 bilhões. Para 2025 e 2026, as expectativas são de US$ 60,00 bilhões e US$ 55,00 bilhões, respectivamente.

Essas mudanças nas expectativas do mercado refletem a percepção dos economistas sobre a direção futura da economia brasileira. As expectativas são baseadas em uma variedade de fatores, incluindo políticas econômicas, condições globais e domésticas, e outros indicadores econômicos.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você