Teresina, 23 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Tragédia em Teresina: vigia de indústria desativada sofre queimaduras graves em incêndio

O cômodo onde Santiago dormia, e onde se presume que ele estava no momento do incêndio, foi completamente destruído. As paredes e o teto do prédio foram severamente danificados pelo fogo. Vítima teve 100% do corpo queimado.
Na manhã desta quarta-feira, um incêndio alarmante ocorreu em uma indústria de castanha desativada na zona Sudeste de Teresina, deixando um vigia gravemente ferido.
Cômodo onde estava o vigia na madrugada foi completamente destruído. Ele teve 100% do corpo queimado. Foto: Diário do Povo.

Na madrugada desta quarta-feira, um incêndio alarmante ocorreu em uma indústria de castanha desativada na zona Sudeste de Teresina, deixando o vigia do local gravemente ferido. A vítima, identificada como Raimundo Santiago Lima, de aproximadamente 60 anos, teve a maior parte do corpo queimada no incidente.

Ato heróico de sobrevivência

Raimundo Santiago, o vigia noturno da indústria desativada, foi encontrado na parte externa do prédio pelo vigia diurno. O estado de Santiago é descrito como muito grave, com quase 100% de seu corpo queimado, de acordo com o tenente Juarez Júnior, do Corpo de Bombeiros. “Não era possível visualizar nem suas vestimentas”, descreveu o tenente, relatando a gravidade da situação.

O cômodo onde Santiago dormia, e onde se presume que ele estava no momento do incêndio, foi completamente destruído. As paredes e o teto do prédio foram severamente danificados pelo fogo.

Santiago foi encontrado do lado de fora do prédio por um colega de trabalho pela manhã, o que sugere que idoso deve ter se arrastado ainda com o corpo em chamas, para sobreviver do incêndio.

A resposta a essa pergunta, juntamente com a origem do incêndio, será crucial para entender o que aconteceu nesta manhã trágica.

O vigia diurno, que encontrou Santiago, relatou que não viu chamas ou fumaça quando chegou ao trabalho. Ele imediatamente acionou o SAMU e o Corpo de Bombeiros ao encontrar seu colega ferido.

As causas do incêndio ainda estão sob investigação.

Esta reportagem está em desenvolvimento e será atualizada à medida que mais informações estiverem disponíveis.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você