Teresina, 19 de maio de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Operação Day After: PF mira CACs e mandados de prisão em aberto

A Operação Day After, deflagrada pela Polícia Federal, tem como objetivo prender pessoas que não recadastraram suas armas de fogo no prazo estabelecido e possuem mandados de prisão em aberto por crimes violentos ou dívidas de pensão alimentícia. Até o momento, 99% das armas foram recadastradas no banco de dados da PF.
Polícia Federal deflagra operação Day After para prender Cacs e individuos com mandado de prisão em aberto
Operação Day After da Polícia Federal

A Polícia Federal iniciou nesta manhã(4) a Operação Day After, visando prender indivíduos que não atualizaram o registro de suas armas de fogo dentro do prazo. Os chamados CACs, colecionadores de armas e praticantes do tiro esportivo tinham até o dia 3 de maio para se recadastrar. A operação tem como alvo também pessoas possuem mandados de prisão em aberto por crimes violentos ou dívidas de pensão alimentícia.

De acordo com a PF, 942.001 armas pertencentes a CACs foram registradas no banco de dados do órgão, o Sinarm (Sistema Nacional de Armas), até a data limite, representando 99% do total de armas que precisavam ser recadastradas.

O sistema Sigma, utilizado pelo Exército, foi descontinuado. Recentemente, o comandante do Exército, general Tomás Ribeiro Paiva, assinou uma portaria conjunta com a Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, para unificar os registros da Força e da Polícia Federal.

A falta de integração entre esses sistemas era considerada um obstáculo para a cassação de registros de colecionadores, atiradores e caçadores com pendências judiciais. Além disso, criava brechas para que acusados de crimes pudessem obter o registro de CAC e até adquirir fuzis e outras armas.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM
ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você