Conecte-se conosco

Saúde

Aplicativo ConecteSUS e site do Ministério da Saúde sofrem ataque e ficam fora do ar

Aplicativo e site do ConecteSus são usados para comprovantes de vacinação contra a covid-19

Publicado

em

Aplicativos e site do ConecteSUS foram invadidos e dados ficam indisponíveis

O aplicativo e sites do ConecteSUS e Ministério da Saúde ficaram foram do ar após um ataque hacker ocorrido na madrugada desta sexta-feira (10). O Ministério da Saúde informou que acinou a Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional para investigarem a invação.

O ConecteSUS é a plataforma que disponibiliza os comprovantes de vacinação contra a covid-19. Ao todo, cinco serviços foram comprometidos: o e-SUS (sistema de notificação de casos de Covid), o Programa Nacional de Imunização (PNI), responsável pelas informações de vacinação da população, o Certificado Nacional de Vacinação da Covid-19 e a Carteira Nacional de Vacinação.

Todos os dados de vacinação contra a covid-19 desapareceram do sistema.

O acesso a informações como agenda de consultas, exames e retirada de medicamentos continua ativo no ConecteSUS, segundo o Ministério da Saúde. O que caracteriza que o foco do ataque dos hackers estava nas informações da covid-19.

ConecteSus hackeado

O grupo “Lapsus$ Group” assumiu a autoria do ataque cibernético às plataformas digitais do Ministério da Saúde. Na madrugada, quem acessava os sites se deparava com a mensagem “nos contate caso queiram o retorno dos dados”.

Para o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o ataque foi uma atitude criminosa. “Uma atitude criminosa, de um hacker, que tá sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido”, concluiu.

Se se precisar do certificado de vacinação?

Caso tenha necessidade de comprar a vacinação, até o retorno do sistema, as pessoas podem apresentar o comprovante físico de que recebeu a vacina contra a covid-19.

Segundo o Ministério da Saúde, o Departamento de Informática do SUS (DATASUS) está trabalhando na regularização dos sistema de informação das plataformas ConecteSUS e do Ministério da Saúde.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

‘Obrigado por tudo, aqui só tem anjo, fiquem com Deus’, diz idoso recuperado após 21 dias na UTI

Publicado

em

Por

Após 21 dias internado na UTI, idoso se recupera da covid-19 em hospital do Piauí

O idoso José Dias, 74 anos, passou 21 dias internado na UTI Covid do Hospital Justino Luz, em Picos, com 75% de comprometimento do seu pulmão. Apresentando uma boa melhora no quadro de saúde, ele agora segue para uma outra ala do Hospital para tratar sequelas deixadas pela doença.

Na saída da UTI, o idoso posou para fotos e falou sobre gratidão.  

“Obrigado por tudo, aqui só tem anjo, fiquem com Deus”.

José dias, 74 anos, recuperado de covid-19 após 21 dias na uti

O paciente deu entrada na UTI no dia 18 de abril, em estado grave, apresentando insuficiência respiratória aguda. O grau de comprometimento do seu pulmão preocupava toda a equipe médica mas, após o tratamento recebido no hospital, apresentou melhoras e, agora, segue para outra ala onde vai tratar de algumas sequelas.

Outra história de superação é a do senhor Lindomar Costa, de 67 anos, natural da cidade de Jaicós. O paciente passou seis dias na UTI e conseguiu reestabelecer 80% da sua saúde. Ele segue internado na enfermaria Covid a fim de concluir o tratamento.

A diretora-geral do Hospital Justino Luz, Samara Sá, que também atua na linha de frente de enfrentamento à Covid-19, fala sobre a emoção da recuperação dos pacientes. “Em meio a tanta dor e incerteza, essas altas nos dão injeções de ânimo e muita esperança com relação à Covid-19, pois sabemos que ainda não existe tratamento específico”, afirma a médica.

De acordo com a gestora, a unidade segue aplicando os protocolos de combate à doença. “Não podemos deixar de citar que também há doação e atenção por toda a equipe a cada paciente que recebemos. São pacientes graves, que passam vários dias com as equipes e acabam criando vínculos. O senhor  José Dias é exemplo de perseverança, confiança na equipe e fé em Deus. Ele cativou toda a equipe com seu jeito carinhoso de ser e com sua fé inabalável. Todos os dias, às 18h ele fazia o Sinal da Cruz e rezava o Pai Nosso. Foi uma das altas que ficará marcada em nossos corações”, finalizou.

Continue lendo

Cidades

Sesapi segue orientação da Anvisa: vacina AstraZeneca para gestantes apenas com liberação médica

A Secretaria de Estado da Saúde orienta aos municípiosque direcionem as gestantes a procurarem seus médicos

Publicado

em

Por

Sesapi segue orientação da ANVISA e restringe vacinação de gestantes com astrazeneca sob orientação médica

Após Nota Técnica emitida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sobre a necessidade de suspender a vacinação de gestantes com o imunizante da Oxford/AstraZeneca, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) orienta aos municípios piauienses que direcionem as gestantes a procurarem seus médicos para que façam avaliação sobre o uso ou não do imunizante.

“Neste caso, é preventivo que as gestantes possam definir com o seu médico a melhor maneira na condução desta vacinação”

Herlon Guimarães

O superintendente de Atenção à Saúde do Município, da Sesapi, Herlon Guimarães, explicou que os médicos devem definir com suas pacientes gestantes a condução da vacina. Ele acrescenta que a Sesapi está aguardando um documento oficial do Ministério da Saúde, sobre os procedimentos a serem adotados em relação a este assunto.

A orientação da Anvisa é que a indicação da bula da vacina da AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Esta recomendação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra Covid em uso no país.

Leia também


O uso off label de vacinas, ou seja, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina por gestantes sem orientação médica.

A Coordenação Geral do Plano Nacional de Imunização também vai emitir, ainda nesta terça-feira (11), um comunicado com mais detalhes sobre as orientações a seguir, pelos municípios.

Nota Técnica

Anvisa recomendou, na última segunda-feira (10), a suspensão imediata do uso da vacina contra Covid da AstraZeneca/Fiocruz em mulheres gestantes. A orientação está em Nota Técnica emitida pela Agência.

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular