Conecte-se conosco

Política

De cada 30 pessoas, 7 morrem por falta de UTI no Piauí, revela Wellington Dias

Governador Wellington Dias revelou dados em entrevista à Globo News.

Publicado

em

Em entrevista à Globo News o governador Wellington Dias revelou que taxa de ocupação de leitos de UTI no Piauí é maior que os números apresentados quando desconsiderados os leitos exclusivos para crianças e gestantes.

Segundo o próprio Wellington Dias, a ocupação passa de 100% e de cada 30 pessoas que morrem por Covid-19, sete vieram a óbito não pela doença em si, mas por falta de atendimento adequado por falta de vaga em Unidades de Terepia Intensiva.

A entrevista foi na noite deste domingo (4) ao jornal Globo News Edição das 18h. O governador ainda falou da queda no número de contamidados pelo novo coronavírus em todo o Brasil e disse “vencer essa fila, como já aconteu em Manaus, é a esperança para outros estados brasileiros”, concluiu.

O Piauí conta hoje com 456 leitos de UTI. Os dados do Painel Epidemiológico Covid-19 da Secretraria de Estado da Saúde (SESAPI), divulgados no domingo(4), mostram que 95,4%, desses leitos de UTI estão ocupados. Ontem, 435 leitos estavam ocupados e 21 disponíveis.

‘Na verdade’, não há vagas em UTI para os pacientes

Descontados os leitos exclusivo para gestantes e crianças, não há vaga em UTI no Piauí

Porém, quando são descontados os leitos exclusivos para crianças e gestantes do Hospital Infantil Lucídio Portela e da Maternidade Dona Evangelina Rosa, que são 21 ao todo, a taxa de ocupação é de 100%.

Para a maioria da população, essa é a realidade da rede hospitalar: não há vagas em UTI, como disse o próprio Wellington Dias na entrevista à Globo News.

“Aqui, na verdade, 96% de leitos porque nós temos leitos exclusivos infantil e leitos ‘exclusivo’ para gestante, para as mulheres, então basicamente são nas maternidades e hospitais infantis onde a gente tem vaga, que não é vaga adequada para recebimento de adultos, na verdade a gente está com filas”.

Governador wellington dias, em entrevista à globo news

‘Precisava de UTI e não tiveram atendimento’, reconhece Wellington Dias

Wellington Dias revelou que “23% dos óbitos são relacionados a pessoas que estão na fila. Ou seja, quando você tem, assim, 30 pessoas que vieram a óbito, aproximadamente sete foram pessoas que estavam na fila. Precisava na UTI e não tiveram o atendimento, ou já chegou na UTI numa situação muito grave por conta de estar num local inadequado”, afirmou o governador.

Para ele, “Vencer essa fila, como já aconteceu em Manaus, é a esperança para outros estados brasileiros e eu acredito que a gente agora nos próximos dez dias vai ter algum sinal nesta direção”, concluiu.

Foi a primeira vez que o govenador Wellington Dias reconheceu publicamente a mortes de pacientes de Covid-19 por falta de vagas em UTIs no Piauí.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *