Conecte-se conosco

Política

Saída de Adolfo Nunes é especulação num abril de nomeações na Prefeitura de Teresina

Publicado

em

A Prefeitura de Teresina vai iniciar a nomeação de indicados por vereadores para cargos a partir de abril. Nos três primeiros meses da gestão de dr. Pessoa, nenhum dos 29 vereadores conseguiram emplacar nomes na administração.

A demora gerou desgaste Adolfo Nunes, secretário de Governo responsável pelas noemeações, inclusive com especulações sobre sua saída da pasta.

Segundo fontes ouvidas do Palácio da Cidade ouvidas pelas reportagem, é improvável que Adolfo Nunes deixe a Secretaria. Ele é um dos poucos secretários que tem uma relação estreita e de confiança com o prefeito dr. Pessoa.

Novas mudanças foram anunciadas pelo prefeito menos de 30 dias depois de enviar uma reforma administrativa à Câmara de Vereadores.

Foi anunciada a possível transformação da Secretaria de Juventudade, hoje comandanda pelo filho do dr. Pessoa, o advogado João Pessoa, em coordenadoria e a transferência da recém criada Coordenadoria de Comunicação Social para a Secretaria Finanças, deixando de ser subjugada à Secretaria de Governo, hoje chefiada por Adolfo Nunes.

Reforma seria indicativo de candidato da PMT ao Governo

Robert Rios e Adolfo Nunes são os nomes mais fortes da Prefeitura depois do Dr. Pessoa

Segundo as fontes ouvidas, a nova reforma pode ir mais além e significar um preparo da Prefeitura para as eleições 2022. O vice-prefeito Robert Rios declarou que dr. Pessoa pode não apoiar os nomes apresentados pelo governador Wellington Dias e o senador Ciro Nogueira.

“Existem dois grupos fortes, de um lado o governador Wellington Dias, na outra ponta senador Ciro e no meio tem o prefeito eleito de Teresina, Dr Pessoa, que poderá ser o fiel da balança e decidir as próximas eleições. Ele tem até 2022 para decidir se vai seguir com os nomes que estão sendo colocados ou se irá lançar ou apoiar um terceiro candidato. Não estamos agarrados nem com um, nem com outro, mais estamos no meio observando os acontecimentos”

Roberto rios, em entrevista onde abordou as eleições 2002

É provável, segundo o levantamento da reportagem, que dr. Pessoa seja candidato a governador pelo MDB. No pleito de 2018, Pessoa alcançou o segundo lugar na disputa contra o Wellington Dias que disputava a reeleição. Sem mandato – e sem uma Prefeitura – dr. Pessoa alcançou 20,48% das intenções de voto, contra 55,65% de Wellington Dias, eleito no primeiro turno.

Para muitos, um cenário em 2022 seria bem diferente. Algumas vozes dentro da própria Prefeitura incentivam o projeto dr. Pessoa governador em 2022.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *