Conecte-se conosco

Editorial

A tragédia anunciada das mortes por Covid-19 no Piauí

Editorial do Jornal Diário do Povo sobre o recorde de mortes por Covid-19 no Piauí.

Publicado

em

Há pouco mais de duas semanas, o Jornal Diário do Povo publicou uma reportagem com dados alarmentes da Universidade de Washington: o aumento do número de mortes por Covid-19 no Piauí na primeira semana de abril com até 45 mortes diárias.

Dez dias antes do previsto pela Universidade de Washington, alcançamos o recorde de 49 mortes pela doença em 24 horas nesta quarta-feira, 24 de março.

Longe daqui, aqueles cientistas americanos previram, com razoável antecedência, o avanço da Covid-19 no Piauí.

Afinal, o que nossas autoridades estão fazendo de errado?

Nunca a humanidade vivenciou um período tão promissor de conhecimento a ação científica e tecnológica. O alcance da vacina contra o novo coronavírus em tão pouco tempo é um exemplo claro disso. Informação compartilhada e ao alcance de todos, como o estudo da Universidade de Washington, deveriam ser a base para a tomada de decisões.

Pesquisas e estatísticas na área da saúde funcionam também como uma espécie de remédio.

Se a partir da informação é possível prever o impacto da Covid-19, com um certo grau de antecedência, como revelou o prognóstico do estudo da Universidade de Washington, estudo este, aliás, público e que foi, inclusive, pauta de documento produzido pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), por qual razão ocorreu uma inação dos governos municipal, estadual e federal?

É necessário perguntar por que as autoridades não tomaram as providências necessárias para equipar os leitos de UTI ou intensificar medidas de isolamento social menos danosas à economia?

A prevenção vai muito além da máscara e do álcool em gel, ela se dá por outras formas, administrativas e pela implementação de políticas públicas.

Nossos governos não estão agindo de forma efetiva contra essa doença que já se mostrou muito mais perigosa para a saúde e a economia do que poderia imaginar os incrédulos e incautos.

Vivemos um cenário de guerra cuja única arma é, e continuará a ser, o conhecimento científico. Mas de nada adianta se nem ao menos nossas autoridades os leem.

A tragédia foi anunciada.

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Covid-19: 38 morrem no Piauí e 3.780 no Brasil vítimas da doença - Jornal Diário do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *