Conecte-se conosco

Política

Silvio Mendes elogia Lula e rejeita Bolsonaro e João Doria

Silvio Mendes, ex-prefeito de Teresina, que busca se viabilizar como candidato a governador com apoio de Ciro Nogueira (Progressitas) rejeitou João Doria (PSDB) em entrevistas, mas elogiou o ex-presidente Lula (PT).

Publicado

em

Silvio Mendes critica Bolsonaro e João Doria, elogia Lula e diz ter proximidade com o ex-presidente
Silvio Mendes elogia Lula

“Ingrato” foi o termo usaedo por Silvio Mendes (PSDB) ao justificar sua recusa em apoiar João Doria, governador de São Paulo. O ex-prefeito de Teresina foi mais além e afirmou “não gosto dele”.

As declarações ocorreram durante entrevista na TV Cidade Verde, emissora piauiense, por duas vezes: em agosto deste ano, quando parecia distante a possibilidade de Doria vencer as prévias do PSDB que escolheriam o candidato a presidente da sigla e no dia 11 de novembro último.

Neste final de semana, João Doria venceu e foi o escolhido pelo partido. Será o candidato a presidente do PSDB, mas não contará com Silvio, caso seja ele o escolhido pelo Progressitas como candidato a governador do Piauí.

Silvio Mendes entre PSDB e Progressitas

O ex-prefeito Silvio Mendes retornou ao ninho dos tucanos recentemente. Ele estava filiado ao Progressistas do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que tem a missão de construir o palanque do presidente Bolsonaro no Piauí.

Além de Doria, Silvio também refugou Jair Bolsonaro (sem partido). As declarações foram dadas em entrevista ao jornalista Efrém Ribeiro, da TV Meio Norte e na TV Cidade Verde.

Com suas declarações, o ex-prefeito conseguiu a proeza de desagradar dois presidenciáveis, mas acenou para os eleitores de Lula (PT). E talvez essa seja sua intenção.

Ciro Nogueira apoia Silvio Mendes, mas o ex-prefeito de Teresina rejeitou fazer campanha para Bolsonaro e João Doria, elogiando Lula em entrevistas.
Ciro Nogueira apoia Silvio Mendes que não apoia Bolsonaro | Foto: Isac Nobrega/PR

Silvio diz ser próximo de Lula

Na entrevista à TV Cidade Verde, o ex-prefeito revelou proximidade com os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff e diz que não vai se envolver com as questões políticas nacionais.

“Lembrando fatos, que valem mais do que palavras. Quando eu fui prefeito aqui em Teresina, eu fui prefeito e o governo federal era do PT, com Lula. Com quem eu tive boas relações, me chamava pelo nome, perguntava notícias de Teresina. Essa questão não faz diferença, desde que seja no mínimo civilizado. Então, eu não quero de questão nacional até porque está muito embolada essa história. Eu quero tratar do Piauí.”, disse o Silvio.

“Eu tinha relação pessoal [com Lula]”, disse Silvio Mendes após criticar Doria e Bolsonaro

Quando o jornalista Joelson Jordani perguntou se entre João Doria e Lula, Silvio teria uma relação melhor com Lula, Silvio Mendes foi enfático: “Foi”.

“Eu fui prefeito aqui na época com o presidente sendo Lula. Ele veio aqui várias vezes, até porque ele sempre gostou muito do Wellington e o Wellington facilitou essa relação, mas eu tinha uma relação pessoal [com Lula], com a própria Dilma, ela, quando estava no PAC, ela ajudou Teresina, ela nos deu R$ 20 milhões de reais para começar o projeto Lagoas do Norte”, conluiu.

“Eu tinha uma relação pessoal [com lula] e com a própria Dilma”

silvio mendes (PSDB)

Na mesma entrevista a jornalista Lídia Brito questionou o ex-prefeito sobre quem teria o seu apoio para presidente. “Mas e agora, quem terá o seu apoio para presidente da República?”. A respota de Silvio Mendes: “Não quero saber disso, quero saber do Piauí”, disse o ex-prefeito Silvio Mendes, após criticar Doria (PSDB), Bolsonaro (sem partido) e elogiar Lula (PT).

Assista a entrevista na TV Cidade Verde

Campanha de Silvio Mendes em 2008 usou imagem de Lula

A campanha de reeleição de Silvio em 2008 para a prefeitura de Teresina usou imagens do então presidente Lula. À época, seu adversário, Nazareno Fonteles (PT), entrou na justiça contra o uso das imagens do petista e conseguiu do juiz eleitoral a proibição. Silvio Mendes ficou impedido de usar as imagens de Lula durante a campanha.


Em 2008, o então prefeito Silvio Mendes (PSDB) usou a imagem de Lula em suas propagandas eleitorais
Registro da notícia sobre a proibição do uso das imagens de Lula na campanha de Silvio em 2008

Para o advogado do PT àquela época, Alexandre Nogueira, ‘eles (PSDB) tentaram colocar para a população que o presidente Lula apóia Silvio Mendes. Isso causa uma verdadeira confusão na cabeça do eleitor’.

Ao acenar para Lula com elogios, Silvio Mendes repete a intenção de 2008: conquistar o eleitorado petista.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Vereadora Thanandra pede suspensão da Expoapi

Protetora dos animais, a vereadora Thanandra Sarapatinhas após acidentes com cavalos durante queima de fogos em evento da Expoapi

Publicado

em

Vereadora Thanandra Sarapatinhas pede a suspensão da Expoapi depois de acidente com cavalos na BR 343
Thanandra Sarapatinhas | Foto: ASCOM / CMT

Teresina – A vereadora Thanadra Sapapatinhas afirmou nesta quinta-feira (9) que vai pedir a suspensão da Exposição Agropecutária do Piauí – Expoapi após os acidentes com cavalos durante a queima de fogos ocorrida na noite de ontem no evento.

Os animais se assustaram e correram em direção a BR 342 provocando vários acidentes com automóveis. Animais ficaram feridos e tiveram que ser sacrificados.

Segundo a vereadora de Teresina, a Expoapi deve ser suspensa até que todas as circunstâncias que levaram à tragédia sejam esclarecidas. Ela ressaltou que lançar fogos de artifícios é proibido por lei.

“Irei solicitar a suspensão da Expoapi até que todas as circunstâncias sejam esclarecidas envolvendo o acidente com animais seriamente machucados por conta de fogos de artifício usados indevidamente. Vale lembrar que fogos de artifício barulhentos são proibidos por Lei no Piauí. Precisamos de leis, mas precisamos mais ainda que elas sejam cumpridas”, disse Thanandra.

Continue lendo

Política

Jair Bolsonaro não ganhou ‘Personalidade do Ano’ da revista Time

Apesar de ter vencido a enquete, são os editores da revista quem define os vecedores do título de “Personalidade do Ano” da Time

Publicado

em

Bolsonaro não ganhou o título de personalidade do ano da Time

O presidente Jair Bolsonaro foi anunciado nas redes sociais por seus apoiadores como escolhido “Personalidade do Ano” da revista Time. Mas não é bem assim.

A votação online não define o vencedor. É a escolha dos editores da revista que determina quem vai ocupar a capa da publicação como personalidade do ano.

Aberta a todo mundo, a votação online foi amplamente divulgada em campanhas por apoioadores, páginas e políticos ligados ao presidente Bolsonaro. Segundo o Estadão, apenas uma publicação, da deputada federal Carol de Toni (PSL-SC) obteve mais intereções do que o convite da própria revista Time para que seus leitores votassem. A postagem de Carol obteve 17,9 mil intererações. O número é 12 vezes maior do que as interações do post da revista que teve 1,5 mil interações.

A Time possui 80 vezes mais seguidores que Carol de Toni.

Por contar com uma amostra majoritariamente bolsonarista, a enquete não serve como avaliação da popularidade do presidente.

Em live, Bolsonaro pede voto para ganhar o título de "Personalidade do Ano" da Revista Time.
Bolsonaro, durante em live do dia 25 de novembro, pediu voto para apoiadores

A vitória na votação online, incentivada pelo próprio presidente que pediu votos aos seus apoiadores no dia 25 de novembro, na sua tracional live de quinta-feira, pode influenciar os editores da revista Time, mas por si, não define a escolhda da “Personalidade do Ano” que vai estampar a capa da publicação.

No ano passado, a enquente da Time foi vencida pelos profissionais de saúde que atuaram na linha de frente do combate à covid-19, mas quem levou o título foi o presidente eleito dos Estados Unidos Joe Biden e a vice Kamala Harris.

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular