Conecte-se conosco

Política

HGV implanta Serviço de Cirurgia Cardíaca

Publicado

em

HGV implanta Serviço de Cirurgia Cardíaca

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) implantou o Serviço de Cirurgia Cardíaca, realizando a primeira cirurgia do coração. A equipe médica composta pelos cirurgiões cardíacos Raimundo Barros e Daniel Siqueira, realizaram o procedimento neste sábado (8). Para o diretor geral do HGV, Osvaldo Mendes, “hoje é um dia histórico para uma população carente que precisa de tratamento nessa área. Com a realização dessa cirurgia, estamos implantando o Serviço de Cirurgia Cardíaca no HGV”, destacou o gestor.

O cirurgião cardíaco e coordenador do Serviço de Cirurgia Cardíaca do HGV, Daniel Siqueira, explica que é um momento de felicidade começar esse serviço. “Esse primeiro paciente representa todos os demais que estão na dolorosa fila de cirurgias cardíacas. Isso é motivo de felicidade para todos nós”.

Segundo o Coordenador da Clínica Cardiovascular do HGV, Carlos Eduardo Lima, a cirurgia, ocorrida neste sábado (8), foi considerada bem sucedida pela equipe médica. “O paciente é do sexo masculino, tem 50 anos de idade, veio encaminhado com síndrome coronariana aguda com obstrução grave na artéria principal do coração e foi submetido a uma cirurgia de revascularização miocárdica”, explicou o cardiologista.

Segundo o médico, essa é a principal causa de morte por doenças cardiovasculares no mundo. “Essa patologia é um resultado muito comum devido ao cultivo dos maus hábitos. Muitas doenças do coração podem ocorrer nesses casos, entre elas, o infarto. No caso do paciente, ele já estava na fase aguda da doença e poderia vir a óbito, caso o procedimento não fosse realizado”, destacou Carlos Eduardo.

O diretor-geral do HGV, Osvaldo Mendes, disse que uma nova fase se inicia no HGV com a ampliação dos serviços de alta complexidade, “isso somente está sendo possível devido o recebimento de estrutura física adequada e insumos adquiridos pela Fundação Estatal de Serviços Hospitalares (Fepiserh) através do Governo do Estado. A realização desse procedimento, significa maior resolutividade para o paciente do SUS nessa área”, destacou Mendes.

O presidente da Fepiserh, Ítalo Rodrigues, destaca a grandiosidade do Hospital Getúlio Vargas. “O HGV inclui mais uma especialidade cirúrgica, reforçando a sua posição de referência em alta complexidade. Trata-se de algo novo no Piauí. Hoje não temos cirurgia de coração na rede pública estadual. Os hospitais privados conveniados ao SUS são quem realizam esse serviço, portanto, temos uma demanda reprimida”, destaca Ítalo Rodrigues.

O Serviço de Cirurgia Cardíaca

O Superintendente da Gestão da Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Jefferson Campelo disse que hoje é um marco histórico nos 80 anos do HGV, que é a implantação de um Serviço de Cardiologia completo que contempla todas as áreas, onde a gente vai poder proporcionar a população piauiense um ganho inestimável que seja o acesso fácil ao tratamento das cardiopatias, isso é um ganho imensurável.

Ele acrescenta ainda que não é somente a realização de uma única cirurgia, mas a criação de um serviço completo. “Não estamos aqui para realizar uma única cirurgia, mas para implantar um Serviço de Cardiologia integrado, onde vamos poder ter a regulação de uma fila, vamos ter um serviço de urgência para poder tratar os pacientes da forma mais moderna e mais eficaz que existe na atualidade, a gente também tem um serviço de hemodinâmica que podemos fazer um atendimento cardiológico intervencionista e isso de forma integrada, numa área adequada, com novos leitos de UTI e um novo centro cirúrgico, podendo igualar o HGV aos grandes centros, proporcionando tratamento seguro com uma equipe multiprofissional qualificada”, explica o médico.

A equipe

A equipe multiprofissional foi composta do cirurgião cardíaco, Daniel Siqueira e Raimundo Barros; o anestesista, Fernando Martins; as Perfusionistas: Aurislânia Bezerra e Patricia Lima; as Instrumentadoras: Sônia Vilanova, Márcia Gomes, Márcia Carvalho e Valéria Sâmia e os enfermeiros Ronaldo José e Olivia Leal. Além da técnica de enfermagem, Rosailda Almeida.

The post HGV implanta Serviço de Cirurgia Cardíaca appeared first on Governo do Piauí.

=
Com Informação do Governo do Piauí

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Déficit atuarial na Previdência da Prefeitura de Teresina passa de R$ 4 bilhões, diz presidente do IPMT

Publicado

em

IPMT apresenta déficit financeira e atuarial

Teresina – O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Teresina, Kennedy Glauber, informou nesta quinta-feira (3) que a déficit atuarial do IPMT é de R$ 4,5 bilhões. Kennedy não informou a partir de quando esse déficit afetaria os pagamentos de aposentadorias e pensões de servidores.

Kennedy Glauber, presidente do IPMT, informou existir déficit aturial na ordem de R$ 4,5 bilhões.
Kennedy Glauber: “temos uma dificuldade muito grande nesse início de gestão”

Segundo o gestor, o Instituto possui também uma dívida financeira de R$ 152 milhões, o que indica que o IPMT já não consegue arcar com o pagamento das obrigações previdenciárias.

“O IPMT hoje tem uma dívida financeira de 152 milhões de reais é deixada pela gestão anterior, então nós temos feito as tratativas necessárias para que a gente possa estar vendo a melhor forma de estar recuperando esse recurso. Nós temos hoje no IPMT um déficit atuarial de 4,5 bilhões de reais recebemos na semana passada o relatório do atuário e temos realmente uma dificuldade muito grande nesse início de gestão.”

Kennedy Glauber, presidente do ipmt

O déficit atuarial é a projeção de que vai faltar dinheiro para pagar aposentadorias e pensões dos servidores municipais no futuro. Segundo a legislação, as avaliações atuariais anuais devem ser realizadas até 31 de dezembro de cada exercício.

Veja também

Continue lendo

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular