Conecte-se conosco

Política

Seduc estimula qualificação de professores do Estado em cursos de mestrado e doutorado

Publicado

em

Seduc estimula qualificação de professores do Estado em cursos de mestrado e doutorado

Trinta e quatro professores da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) estão sendo beneficiados com o afastamento para Mestrado e Doutorado, no primeiro semestre de 2021. Nesta quarta-feira (5), os docentes realizaram a assinatura simbólica do Termo de Compromisso, durante sessão virtual. A Seduc, por meio do Setor de Afastamento para Estudos Stricto Sensu e a Comissão de Seleção do Edital GSE/ADM Nº 001/2021, realizou a seleção relativa ao primeiro semestre desse ano, com previsão de nova seleção no segundo semestre. Os professores realizarão seus cursos dentro e fora do Piauí, recebendo incentivos do Governo do Estado como a conversão de seus salários em bolsas de estudos.

A diretora da Unidade Técnica do Chão da Escola (Utece), Elenice Nery, abriu a cerimônia reafirmando que a política de formação da Seduc vem qualificando os profissionais da rede, elevando a qualidade do ensino. “É um momento importante, essa oportunidade que a Seduc nos concede. A pós-graduação stricto sensu tem a capacidade de ampliar e aprimorar a prática docente, proporcionando o ensino de mais qualidade. O Piauí tem se destacado no âmbito da pesquisa. Desejamos que todos desenvolvam com muita tranquilidade a pesquisa e traga o melhor para nosso Estado. Mesmo em tempo tão difícil, ninguém mediu esforços, participando de um processo árduo e uma caminhada longa, mas a pesquisa é o propósito, e que juntos seja mais leve. Aguardamos cada um no retorno, trazendo inovações, compartilhando as conquistas e novidades do saber”, discursou.

Representando os 24 professores que se afastam para mestrado e os dez professores que se afastam para doutorado, a professora Franciane Sousa realizou a assinatura simbólica do termo de compromisso e proferiu suas palavras de agradecimento. “Podemos resumir esse momento em duas palavras: foco e conquista. A cada etapa de seleção, muitos obstáculos foram ultrapassados, mas fazer pesquisa é assim mesmo. Hoje, o afastamento é um ato de conquista e mais do que nunca, quando retornarmos, que possamos dar nossa contribuição no chão de nossas escolas”, declarou.

O superintendente de Educação Básica, Carlos Alberto Pereira, representou o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera, no evento e reafirmou o apoio que o Governo do Piauí dá à formação continuada dos profissionais de educação. “Nunca esqueçam que a formação está vinculada à necessidade de transformar vidas, as vidas dos nossos alunos. Por isso, peço que todos tragam nessa jornada algo que é de suma importância para nós, a reconstrução da ciência. A pesquisa transforma, faz com que o conhecimento se expanda na sociedade e seus efeitos têm que ser em prol de todos, em uma transformação para melhor”, concluiu.

Anualmente, o edital é lançado para profissionais da Educação concorrerem ao afastamento para mestrado e doutorado, a fim de que desenvolvam ações e estratégias formativas para, ao retornar dos estudos, possam prestar assessoria à Seduc ou às escolas pertencentes à rede pública estadual de ensino, quando solicitado, com relação a assuntos pertinentes ao curso para o qual foi concedido o afastamento.

The post Seduc estimula qualificação de professores do Estado em cursos de mestrado e doutorado appeared first on Governo do Piauí.

=
Com Informação do Governo do Piauí

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Déficit atuarial na Previdência da Prefeitura de Teresina passa de R$ 4 bilhões, diz presidente do IPMT

Publicado

em

IPMT apresenta déficit financeira e atuarial

Teresina – O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Teresina, Kennedy Glauber, informou nesta quinta-feira (3) que a déficit atuarial do IPMT é de R$ 4,5 bilhões. Kennedy não informou a partir de quando esse déficit afetaria os pagamentos de aposentadorias e pensões de servidores.

Kennedy Glauber, presidente do IPMT, informou existir déficit aturial na ordem de R$ 4,5 bilhões.
Kennedy Glauber: “temos uma dificuldade muito grande nesse início de gestão”

Segundo o gestor, o Instituto possui também uma dívida financeira de R$ 152 milhões, o que indica que o IPMT já não consegue arcar com o pagamento das obrigações previdenciárias.

“O IPMT hoje tem uma dívida financeira de 152 milhões de reais é deixada pela gestão anterior, então nós temos feito as tratativas necessárias para que a gente possa estar vendo a melhor forma de estar recuperando esse recurso. Nós temos hoje no IPMT um déficit atuarial de 4,5 bilhões de reais recebemos na semana passada o relatório do atuário e temos realmente uma dificuldade muito grande nesse início de gestão.”

Kennedy Glauber, presidente do ipmt

O déficit atuarial é a projeção de que vai faltar dinheiro para pagar aposentadorias e pensões dos servidores municipais no futuro. Segundo a legislação, as avaliações atuariais anuais devem ser realizadas até 31 de dezembro de cada exercício.

Veja também

Continue lendo

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular