Conecte-se conosco

Política

Residentes de Educação Física realizam aulas interativas com estudantes da rede pública

Publicado

em

Residentes de Educação Física realizam aulas interativas com estudantes da rede pública

Alunos da residência pedagógica de Educação Física da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), Campus Torquato Neto, estão ofertando aulas interativas por meio das plataformas digitais para estudantes do ensino médio da rede pública. A iniciativa é coordenada pela professora Kátia Magaly e conta com a participação de 20 residentes, sendo 16 bolsistas e quatro voluntários.

O grupo realiza atividades em duas escolas de Teresina: Ceti Didácio Silva e Liceu Piauiense. Todas as atividades que serão citadas a seguir fazem parte da execução do módulo I da proposta de Residência Pedagógica.

As residentes Débora Lopes e Leandra Oliveira foram responsáveis por aplicarem o mapa mental. “Essa atividade foi feita de forma assíncrona e auxiliou na memorização dos conteúdos (handebol), pois é uma forma deles mostrarem o ponto de vista em relação ao conteúdo de uma maneira mais lúdica. E também uma forma de instigar a criatividade, pois eles podiam utilizar ferramentas tecnológicas como Word, PowerPoint, Canva ou de forma manual”, destacou a aluna.

Mapa Mental

Outra atuação interessante foi a do residente Francisco Nayron, que procurou desenvolver nas aulas práticas de atividades laborais para amenizar as dores provocadas pelo período em que os alunos passam sentados nas aulas remotas.

“O que já era prejudicial no ambiente escolar se agrava ainda mais no ensino remoto, pois os vícios posturais dos alunos são mais espontâneos no ambiente confortável de suas casas do que em uma sala presencial. Nesse cenário, o projeto “Educação Postural” tem como foco conhecer as doenças causadas devido a má postura e valorizar o autocuidado com o corpo e a mente”, enfatizou Francisco Nayron, aluno do 7º período do curso de Educação Física.

Educação Postural durante as aulas remotas

Por meio do Google Meet, os residentes Marcus Vinicius e Deyse Joyce também interagiram com os estudantes do ensino médio criando mandalas dos saberes para contemplar o conteúdo de dança de salão, destacando as características, origem, vestimenta, grandes nomes da dança e outros, ao mesmo tempo em que os alunos interagiram.

Mandala feito por um dos alunos da rede pública de ensino

“Nas aulas assíncronas foram postadas instruções para a construção da Mandala e quais os tópicos que os alunos poderiam abordar. Nas aulas síncronas foram reforçadas essas instruções, pois como os alunos nunca tinham feito e era algo novo para eles, achamos melhor ter esse reforço até para tirar algumas duvidas”, esclareceu Marcus Vinicius.

Novidade

A Residência Pedagógica de Educação Física possui um Instagram @residenciaef_uespi – onde divulga as atividades da proposta. Nesta semana, criarão um canal no YouTube para servir de base nas aulas da residência. “Neste momento de pandemia será um complemento essencial para incentivar as práticas de atividades físicas e repassar os conteúdos necessários da disciplina”, finalizou Kátia Magaly.

The post Residentes de Educação Física realizam aulas interativas com estudantes da rede pública appeared first on Governo do Piauí.


=
Com Informação do Governo do Piauí

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Déficit atuarial na Previdência da Prefeitura de Teresina passa de R$ 4 bilhões, diz presidente do IPMT

Publicado

em

IPMT apresenta déficit financeira e atuarial

Teresina – O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Teresina, Kennedy Glauber, informou nesta quinta-feira (3) que a déficit atuarial do IPMT é de R$ 4,5 bilhões. Kennedy não informou a partir de quando esse déficit afetaria os pagamentos de aposentadorias e pensões de servidores.

Kennedy Glauber, presidente do IPMT, informou existir déficit aturial na ordem de R$ 4,5 bilhões.
Kennedy Glauber: “temos uma dificuldade muito grande nesse início de gestão”

Segundo o gestor, o Instituto possui também uma dívida financeira de R$ 152 milhões, o que indica que o IPMT já não consegue arcar com o pagamento das obrigações previdenciárias.

“O IPMT hoje tem uma dívida financeira de 152 milhões de reais é deixada pela gestão anterior, então nós temos feito as tratativas necessárias para que a gente possa estar vendo a melhor forma de estar recuperando esse recurso. Nós temos hoje no IPMT um déficit atuarial de 4,5 bilhões de reais recebemos na semana passada o relatório do atuário e temos realmente uma dificuldade muito grande nesse início de gestão.”

Kennedy Glauber, presidente do ipmt

O déficit atuarial é a projeção de que vai faltar dinheiro para pagar aposentadorias e pensões dos servidores municipais no futuro. Segundo a legislação, as avaliações atuariais anuais devem ser realizadas até 31 de dezembro de cada exercício.

Veja também

Continue lendo

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular