Conecte-se conosco

Política

Senador Ciro Nogueira critica a situação da Segurança Pública do Piauí

Ciro Nogueira fez duras críticas ao governo Wellington Dias quanto a Segurança Pública

Publicado

em

Senador Ciro Nogueira

O senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressista, criticou nesta terça-feira (20) a situação que se encontra a Segurança Pública no Piauí

De acordo com o senador, os piauienses estão apavorados e vulneráveis diante da criminalidade que só aumenta, enquanto a forças policiais estão sucateadas por omissão do governo do estado.

As declarações de Ciro Nogueira foram feitas em vídeo gravado e divulgado em suas redes sociais. 

O senador afirmou que a Polícia Militar do Piauí recebe o quarto pior salário do país, acrescentando que tem conversado com militares de diversos municípios que relatam situações absurdas que ocorrem na corporação.

Para Ciro, a Segurança Pública no Piauí está em estado de abandono e “os piauienses estão vulneráveis diante de tanta criminalidade”. 

O senador, que rompeu com o governador Wellington Dias e faz oposição ao PT no Piauí disse ainda que os policiais militares “saem de casa para trabalhar sem saber que vão voltar, mas não têm seus direitos respeitados”. 

Ciro Nogueira afirmou que recebe de policiais militares relatos sobre o desgaste da estrutura da Segurança Pública no Piauí. Segundo ele, houveram relatos de  situações onde os militares precisam “empurrar viaturas em pane em plene operação policial” no interior do Piauí. 

O senador alertou ainda para a defasagem no efetivo da Polícia Militar. De acordo com Ciro Nogueira, o contingente de policiais permanece o mesmo há mais de uma década, com “pouco mais de seis mil miltares para atender uma população de três milhões e duzentos mil piauienses”. Ele classificou a situação que ele classificou como ” verdadeiro bsurdo”. 

Ainda segundo ele, “o crime aumenta de forma descontrolada em Teresina e em todo o estado”. Ele cobrou uma resposta ao que chamou de injustiça e descaso com o “nosso povo”. 

“O governo está se omitindo no dever de proteger a nossa população”

Ciro nogueira

Na última semana, circulou a informação de que Ciro Nogueira lançaria sua pré-candidatura ao Governo do Piauí no próximo dia 26, fato não confirmado pelo Progressitas no estado. Em cada pronunciamento, o senador aparece como opositor a Wellington Dias.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Déficit atuarial na Previdência da Prefeitura de Teresina passa de R$ 4 bilhões, diz presidente do IPMT

Publicado

em

IPMT apresenta déficit financeira e atuarial

Teresina – O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Teresina, Kennedy Glauber, informou nesta quinta-feira (3) que a déficit atuarial do IPMT é de R$ 4,5 bilhões. Kennedy não informou a partir de quando esse déficit afetaria os pagamentos de aposentadorias e pensões de servidores.

Kennedy Glauber, presidente do IPMT, informou existir déficit aturial na ordem de R$ 4,5 bilhões.
Kennedy Glauber: “temos uma dificuldade muito grande nesse início de gestão”

Segundo o gestor, o Instituto possui também uma dívida financeira de R$ 152 milhões, o que indica que o IPMT já não consegue arcar com o pagamento das obrigações previdenciárias.

“O IPMT hoje tem uma dívida financeira de 152 milhões de reais é deixada pela gestão anterior, então nós temos feito as tratativas necessárias para que a gente possa estar vendo a melhor forma de estar recuperando esse recurso. Nós temos hoje no IPMT um déficit atuarial de 4,5 bilhões de reais recebemos na semana passada o relatório do atuário e temos realmente uma dificuldade muito grande nesse início de gestão.”

Kennedy Glauber, presidente do ipmt

O déficit atuarial é a projeção de que vai faltar dinheiro para pagar aposentadorias e pensões dos servidores municipais no futuro. Segundo a legislação, as avaliações atuariais anuais devem ser realizadas até 31 de dezembro de cada exercício.

Veja também

Continue lendo

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular