Conecte-se conosco

Política

Bolsonaro faz trocas em seis ministérios e Centrão avança no governo

Deputada Federal Flávia Arruda (PL) assume a Secretaria de Governo da PR

Publicado

em

Bolsonaro faz troca em seis ministérios

O presidente Bolsonaro anunciou pelo twitter a mudança na titularidade de seis ministérios nesta segunda-feira (29). O anúncio ocorre após o meio político e militares terem sido surpreendedidos com a demissão do general Fernando Azevedo do Ministério da Defesa.

A demissão do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo já era esperada. Outra surpresa foi a exoneração, a pedido, do advogado-geral da União, José Levi Mello que também tem status de ministério.

Foram três saídas em um único dia, o que provocou a necessidade de uma reação do governo para demonstrar naturalidade nas mudanças e não um esvaziamento de cargos.

Com a saída de Azevedo da Defesa e José Levi, da AGU, o governo Bolsonaro procurou nomes dentro do próprio governo e iniciou uma dança das cadeiras que permitiu o avanço do Centrão num dos cargos mais cobiçados do Palácio do Planalto: a Secretaria de Governo da Presidência da República.

A pasta é a responsável direta pela liberação de emendas dos parlamentares junto ao Governo Federal. O posto era ocupado pelo general Luís Eduardo Ramos que agora substitui na Casa Civil outro general, o Braga Netto, que assuiu o lugar de Fernando Azevedo no Ministério da Defesa.

Para o cargo foi indicada a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF), esposa do ex-governador do Distrito Federal, José Arruda. Segundo fontes de Brasília, ela é ligada ao presidente da Câmara, Artur Lira (PP).

Anunciada mudanças em seis ministérios

CargoOcupante
Casa Civil da Presidência da RepúblicaGal Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira
Ministério da Justiça e Segurança PúbicaDelegado da PF Anderson Gustavo Torres
Ministério da DefesaGeneral Walter Souza Braga Netto
Ministério das Relações ExterioresEmbaixador Carlos Alberto Franco França
Secretaria de Governo da Presidência da RepúblicaDeputada Federal Flávia Arruda (PL)
Advocacia-Geral da União – AGUAndré Luiz de Almeida Mendonça
Dança das cadeiras no Ministério de Bolsonaro

Bolsonaro anuncia mudanças no twitter

O presidente Bolsonaro anunicou nas redes sociais as mudanças nos seis ministérios que ele classificou de alteração de titularidade. Nos últimos dias, Bolsonaro tem sido pressionado por empresários que foram até o Centrão para pressionar o governo por mudanças na condução do problema da pandemia de Covid-19.

Hoje, um dos líderes do Centrão, o senador e presidente do Progressistas Ciro Nogueira deu uma entrevista ao site UOL. “Eu acho que estamos num mais pelos administrativamente do que há dois ou três meses atrás”, disse Ciro Nogueira.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Déficit atuarial na Previdência da Prefeitura de Teresina passa de R$ 4 bilhões, diz presidente do IPMT

Publicado

em

IPMT apresenta déficit financeira e atuarial

Teresina – O presidente do Instituto de Previdência Municipal de Teresina, Kennedy Glauber, informou nesta quinta-feira (3) que a déficit atuarial do IPMT é de R$ 4,5 bilhões. Kennedy não informou a partir de quando esse déficit afetaria os pagamentos de aposentadorias e pensões de servidores.

Kennedy Glauber, presidente do IPMT, informou existir déficit aturial na ordem de R$ 4,5 bilhões.
Kennedy Glauber: “temos uma dificuldade muito grande nesse início de gestão”

Segundo o gestor, o Instituto possui também uma dívida financeira de R$ 152 milhões, o que indica que o IPMT já não consegue arcar com o pagamento das obrigações previdenciárias.

“O IPMT hoje tem uma dívida financeira de 152 milhões de reais é deixada pela gestão anterior, então nós temos feito as tratativas necessárias para que a gente possa estar vendo a melhor forma de estar recuperando esse recurso. Nós temos hoje no IPMT um déficit atuarial de 4,5 bilhões de reais recebemos na semana passada o relatório do atuário e temos realmente uma dificuldade muito grande nesse início de gestão.”

Kennedy Glauber, presidente do ipmt

O déficit atuarial é a projeção de que vai faltar dinheiro para pagar aposentadorias e pensões dos servidores municipais no futuro. Segundo a legislação, as avaliações atuariais anuais devem ser realizadas até 31 de dezembro de cada exercício.

Veja também

Continue lendo

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular