Conecte-se conosco

Política

Dr. Pessoa economiza R$ 130 milhões nos dois primeiros meses do ano

Comparativo do primeiro bimestre de 2021 com o mesmo período de 2020 mostra uma redução de 26% nas despesas

Publicado

em

Prefeitura de Teresina reduz despesas

Nos primeiro bimestre de 2021, sob a gestão do Dr. Pessoa, a Prefeitura de Teresina conseguiu economizar R$ 130 milhões no comparativo dos gastos públicos do mesmo período de 2020.

A média global de cortes foi de 26%, entre as secretarias a média foi de 53% de redução de despesas nos dois primeiros meses deste ano. Algumas delas tiveram cortes de quase 100%.

A Secretaria Municipal de Concessões e Parcerias teve a maior redução em percentual no período: 96% a menos nos gastos. Em seguida no ranking aparece a Secretaria Municipal de Comunicação Social que reduziu 94% das suas despesas. Os dados compilados corrependem ao período anterior à reforma Administrativa proposta pela gestão Pessoa e aprovada pela Câmara que transformou as duas secretarias em coordenadorias.

Em meio à pandemia da Covid-19, os gastos da Fundação Municipal de Saúde não sofreram uma redução significativa, mas foram menores que no mesmo período de 2020. Numa redução de 2%, a FMS gastou pouco mais de 174 milhões de reais nos dois primeiros meses de 2021, no ano passado, foram R$ 176,8 milhões – uma queda de R$ 2,8 milhões nos gastos.

Nominalmente, as maiores reduções ocorreram no Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Teresina (IPMT) com R$ 30 milhões a menos em pagamentos, seguida pela Secretaria Municipal de Educação que apresentou 14,4 milhões de reais a menos em pagamentos e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEMDUH) que no comparativo do período atual com o primeiro bimestre de 2020 – quando ainda era gestão Firmino Filho, apresentou uma redução de R$ 14,2 milhões em despesas pagas.

Corte nos gastos da PMT é real

Na contabilidade, nem sempre redução de pagamentos significa redução de despesas. Robert Rios, vice-prefeito e também secretário de Finanças de Teresina, tem dado constantes declarações que haveria uma revisão de contratos e corte de despesas. E pelos números, é o que vem acontecendo.

A Superintendência de Desenvolvimento Urbano da Zona Leste (SDU Leste) teve uma redução de 80% nos pagamentos feitos no período. O valor acumulado no primeiro bimestre de 2020 era de 11 milhões de reais, neste ano, no mesmo período, foram reduzidos R$ 8,9 milhões em despesas – o total pago pela SDU Leste no primeiro bimestre de 2021 foi de apenas R$ 2,2 milhões.

Veja quanto cada secretaria reduziu suas despesas no período

ÓrgãoRedução de Gastos no Bimestre
Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos de Teresina-42%
Câmara Municipal+7%
Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano-85%
Empresa Teresinense de Processamento de Dados-35%
Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chave-86%
Fundação Municipal de Saúde-2%
Fundação Wall Ferraz-74%
Gabinete do Vice-Prefeito-40%
Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Teresina-52%
Procuradoria Geral do Município-4%
Sec. Municipal de Cidadania, Assist. Social e Politicas Integradas-39%
Secretaria Municipal da Juventude-82%
Secretaria Municipal de Administração e Recursos Humanos-44%
Secretaria Municipal de Comunicação Social-94%
Secretaria Municipal de Concessão e Parcerias-96%
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo-81%
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação-54%
Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina-55%
Secretaria Municipal de Educação-16%
Secretaria Municipal de Esporte e Lazer-77%
Secretaria Municipal de Finanças-14%
Secretaria Municipal de Governo-49%
Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação-68%
Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres-49%
Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos-23%
Superintendência de Desenvolvimento Rural-69%
Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Centro Norte-51%
Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Leste-80%
Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Sudeste-67%
Superintendência de Desenvolvimento Urbano – Sul-56%
Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito-67%

Somente as despesas com a Câmara Municipal de Teresina aumentaram. Em 2021, foram 847 mil a mais em reação aos dois meses iniciais de 2020. O acumulado de pagamentos à CMT naquele período era de R$ 12.236.249,59, este ano, já foram repassados pela Prefeitura de Teresina à Câmara Municipal um total de R$ 13.083.550,86, ou seja, 7% a mais.

A Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) teve um dos maiores cortes, R$ 9 milhões a menos em despesas. Nem a Secretaria Municipal de Governo ficou de fora. Ligada diretamente ao gabinete do prefeito, a SEMGOV teve um corte de 49% nas despesas no primeiro bimestre deste ano no comparativo com o mesmo período do ano passado.

2 Comentários

2 Comments

  1. marcos

    23/03/2021 no 08:42

    Muito bom e útil este site.
    Gostei muito!
    Parabéns!

  2. Pingback: Saída de Adolfo Nunes é especulação num abril de nomeações na Prefeitura de Teresina - Jornal Diário do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nacional

Fábio Wajngarten: o homem que pode eximir Bolsonaro ou condená-lo na CPI

Publicado

em

Por

Fábio Wajngarten depõe na CPI da Covid nesta quarta-feira(11)
Fábio Wajngarten | Foto Marcelo Camargo/Ag. Brasil
Sobre os ombros do ex-secretário de Comunicação da Presidência da República, advogado Fábio Wajngarten, pesa a responsabilidade de mudar os rumos da CPI da Covid no Senado Federal. Na primeira semana dos trabalhos da comissão, o governo Bolsonaro saiu derrotado em praticamente todos os depoimentos. Marcado para esta quarta-feira(12), o testemunho de Fábio Wajngarten pode […]
Continue lendo

Política

Wellington Dias trata sobre imunização em massa com Anvisa, governadores e senadores

Publicado

em

Por

Wellington Dias trata sobre imunização em massa com Anvisa, governadores e senadores
Reunião com Anvisa, governadores e senadores. Foto: Jorge Bastos

O presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias, reuniu-se, virtualmente, nesta segunda-feira (10), com representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), da Comissão Temporária da Covid-19 e com governadores. Em pauta, as dificuldades enfrentadas pelos estados, o estágio da pandemia, o progresso do cronograma de vacinação e a compra de vacinas de maneira descentralizada por estados e municípios.

Wellington Dias pretende buscar junto ao Governo Federal a celeridade na imunização da população e manter o fomento da economia nacional. “Agradeço a abertura do diálogo com a Anvisa e faço um apelo para que possamos alcançar cerca de 100 milhões de doses de vacina para que o Brasil tenha condições de imunização em massa, pelo menos, até agosto deste ano, como vai ocorrer com os países mais desenvolvidos. Queremos garantir variadas vacinas e produção de IFA pelo Butantan, União Química e Fiocruz. Precisamos evitar uma terceira onda da Covid-19”, afirmou o governador.

Na reunião, alguns pontos destacados foram: a situação atual dos leitos de UTI e oxigênio medicinal; programa de testagem da população nos estados e municípios; compra e fabricação de vacinas; retorno das aulas presenciais; isolamento social e medidas restritivas.

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular