Conecte-se conosco

Economia

Novo banco digital, Cactvs firma parceria com Piauí Fomento no apoio aos microempreendedores

Instituição financeira voltada para microempreendedores e profissionais autônomos aposta na educação financeira para aumentar a autonomia digital dos clientes

Publicado

em

Pagamento Auxílio Emergencial Caixa
Cactvs chega ao mercado oferecendo uma solução completa

Teresina, 27 de abril – De olho nas necessidades dos microempreendedores e dos profissionais autônomos, a Cactvs chega ao mercado oferecendo uma solução completa para esse público. A aposta tem se mostrado bem-sucedida: com apenas 60 dias de operação, a instituição financeira já conquistou 50 mil clientes. No Piauí, a Cactvs vai atuar em parceria coma agência de fomento do governo do Estado, a Piauí Fomento.

A proposta da Cactvs é conjugar atendimento humanizado e educação financeira com tecnologia avançada. Agentes de microfinanças são capacitados para orientar os empreendedores no uso de novas tecnologias, garantindo que tenham autonomia digital. Ao mesmo tempo, um único aplicativo reúne todas as funcionalidades de uma instituição financeira: conta digital, maquininha, cartão Elo, PIX e contratação de produtos e serviços.

Assim, diferentemente de outras instituições que trabalham com microcrédito, na Cactvs os clientes encontram uma ampla gama de produtos e serviços e podem resolver toda a sua vida financeira pelo aplicativo. “Nosso objetivo é promover a inclusão financeira, por isso precisamos olhar o cliente como um todo. A Cactvs não é apenas uma conta digital, mas uma plataforma parceira do microempreendedor”, afirma José Roberto Silva, Gerente de Microfinanças da Cactvs Piauí.

A conta digital não tem tarifas nem burocracia e pode ser aberta em até um minuto apenas com um documento de identificação com foto. Os clientes recebem um cartão de débito, sua adesão ao Pix e podem fazer saques nos terminais do Banco24Horas.

A Cactvs, no entanto, vai muito além da conta digital e traz produtos e serviços com valores acessíveis voltados não apenas para os negócios, mas também para o próprio empreendedor como pessoa física. É possível, por exemplo, contratar consórcio de bens, o Cactvs Realiza, com prestações mensais a partir de R﹩ 50 mensais, ou o plano de saúde Cactvs Saúde também por R﹩ 50 por mês. A adesão dá direito a consultas de telemedicina gratuitas e acesso a consultas presenciais e exames laboratoriais e de imagem.

Planos odontológicos também estão disponíveis com prestações de R﹩ 20 e diversos serviços inclusos. Os animais não ficam de fora, com o plano veterinário Cactvs Pet. Com R﹩ 25 por mês, oferece serviço de teleorientação 24 horas gratuito e consultas e exames com coparticipação.

Pensando na proteção dos clientes, a Cactvs oferece seguro de vida com cobertura de R﹩ 5.600 por R﹩ 30 mensais e sorteios semanais de R﹩ 1.500. É possível também contratar proteção veicular com mensalidade de R﹩ 60 e cobertura de até R﹩ 50 mil. Já para motos, a prestação é de R﹩ 40, com cobertura de até R﹩ 10 mil.

Em breve, os microempreendedores poderão contar também com a Cactvs Maquininha nas versões física e virtual. Com taxas atraentes, aceita todos os cartões de débito, crédito, vale alimentação e vale refeição, e o dinheiro cai na hora na conta do cliente.

A Agência localiza-se na Rua Treze de Maio, 132 – Centro – Teresina – PI, e funcionará de 08 da manhã até as 20 horas da noite, de Segunda a Sábado, para atender você nesta nossa parceria com a Piauí Fomento uma autarquia do Governo do Estado do Piauí.

A Cactvs já tem presença física em nove capitais do Nordeste, em Belém do Pará, em Manaus, na cidade de São Paulo e em Campinas (SP) e, em breve, deve chegar à cidade do Rio de Janeiro. Em cada uma dessas cidades, haverá um time de até 60 agentes de microfinanças qualificados para oferecer atendimento personalizado aos clientes. “Já estamos em 13 estados com 14 agências, e a meta é chegar a 65 agências até o fim de 2021”, afirma Antonio Jorge Guimarães, Diretor Executivo da Cactvs.

Sobre a Cactvs

A Cactvs é uma instituição financeira completa dedicada a promover o crescimento do microempreendedor. Com o objetivo de simplificar a vida do varejista e dos profissionais autônomos, reúne todas as funcionalidades de uma instituição financeira em um único aplicativo: conta digital, maquininha, cartão Elo, PIX e contratação de produtos e serviços. Além disso, oferece suporte na educação financeira e estimula seus clientes a ganharem autonomia digital, com agentes de microfinanças disponíveis para orientar no uso de tecnologias por parte dos microempreendedores.

Economia

Arábia suspende compra de carne de ave de 11 frigoríficos do Brasil

Publicado

em

Por

Arábia susupende compra de carne de ave de 11 frigoríficos do Brasil

O governo brasileiro foi surpreendido com a informação de que a Arábia Saudita decidiu suspender a importação de carne de aves de 11 estabelecimentos brasileiros. Uma nota conjunta, assinada pelo Itamaraty e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, afirma que a notícia foi recebida “com surpresa e consternação”, sem que qualquer contato prévio tenha sido feita pelas autoridades sauditas.

Ainda segundo as autoridades brasileiras, nenhuma justificativa ou motivação para a suspensão foi apresentada. “A informação consta apenas em nova lista de plantas brasileiras autorizadas a exportar, publicada hoje pela Saudi Food and Drug Authority (SFDA), que exclui os referidos estabelecimentos, previamente permitidos”, informa a nota divulgada no início da noite de ontem (6).

Ainda segundo a nota, “apenas o Brasil foi objeto de atualização de lista de exportadores de carne de aves”. Diante da situação, o governo brasileiro informou que já está contatando as autoridades sauditas, bem como a embaixada em Brasília, na tentativa de esclarecer o ocorrido.

“O Brasil reitera os elevados padrões de qualidade e sanidade seguidos por toda nossa cadeia de produtos de origem animal, assegurados por rigorosas inspeções do serviço veterinário oficial. Há confiança de que todos os requisitos sanitários estabelecidos por mercados de destino são integralmente cumpridos”, informa o governo brasileiro.

A nota acrescenta que “todas as vias bilaterais e multilaterais serão empregadas com vistas à pronta resolução da questão”, e que, caso se comprove a interposição de barreira indevida ao comércio, o Brasil poderá levar o caso à Organização Mundial d Comércio (OMC).

Continue lendo

Economia

IGP-DI acumula inflação de 33,46% em 12 meses

Publicado

em

Por

IGP-DI acumula inflação de 33,46% em 12 meses

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou inflação de 2,22% em abril, taxa superior à apurada em março (2,17%). Com isso, o índice acumula taxas de inflação de 10,38% no ano e de 33,46% em 12 meses. Os dados são da Fundação Getulio Vargas (FGV).

A alta da taxa de março para abril foi puxada pelos preços no atacado. O Índice de Preços ao Produtor Amplo passou de 2,59% em março para 2,90% em abril.

Por outro lado, as taxas de inflação do Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, e do Índice Nacional de Custo da Construção caíram.

O Índice de Preços ao Consumidor passou de 1% em março para 0,23% em abril. Já o Índice da Construção recuou de 1,30% para 0,90% no período.

O que é o IGP-DI

Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGPDI) é um indicador do movimento de preços que cobre todo o processo produtivo, desde preços de matérias-primas agrícolas e industriais, passando pelos preços de produtos intermediários até os de bens e serviços finais.

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular