Conecte-se conosco

Cidades

Gestão de Resíduos Sólidos: modelo de concessão trará a Teresina tratamento e destinação mais adequadas para lixo

Publicado

em

Gestão de Resíduos Sólidos: modelo de concessão trará a Teresina tratamento e destinação mais adequadas para lixo

O maior beneficiário desse modelo de concessão é o cidadão teresinense Foto(Ascom/Semplan)

 

A Prefeitura de Teresina põe em prática um modelo inovador na gestão de resíduos sólidos, através de um projeto de concessão e parceria, elaborado pela Coordenação de Concessões e Parcerias, vinculada à Secretaria Municipal de Planejamento (Semplan). O objetivo é adequar o setor às determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos e dar um melhor tratamento ao lixo domiciliar urbano e rural coletado na capital.

O maior beneficiário desse modelo de concessão é o cidadão teresinense, que verá de forma clara as mudanças no processo de coleta, transbordo, transporte, tratamento e manejo de resíduos sólidos, priorizando a utilização de tecnologias limpas que diminuam os impactos causados ao meio ambiente, sem esquecer-se de inserir aqueles que trabalham diretamente com a coleta desses resíduos, tanto catadores que trabalham no aterro municipal, quanto aqueles que atuam de forma autônoma nas ruas da capital.

“O desejo é a modernização do processo de tratamento de resíduos sólidos em Teresina. Precisamos tratar essa temática como saúde pública, além de envolver os cuidados com o meio ambiente e a vida das pessoas que trabalham nesses locais. Vamos modernizar e absorver esses trabalhadores para condições mais dignas”, explica João Henrique Sousa, Secretário Municipal de Planejamento.

O projeto trabalha com meios mais limpos dentro das etapas da gestão de resíduos como transporte, tratamento e destinação final de dois tipos resíduos, os resíduos sólidos domiciliares (RDO) e os resíduos de conservação urbana (RPU) e dá prioridade à coleta seletiva e reciclagem e recuperação de energia.

Dentro desse modelo, o meio ambiente e a oportunidade de melhoria nas condições trabalhistas dos que vivem da coleta desses resíduos também seguem como prioridade. Desde a concepção deste plano, os catadores que atuam no aterro municipal e também como autônomos são peças chave para o funcionamento final desse modelo, que busca uma melhoria na qualidade de vida de toda população teresinense.

Esse novo sistema prevê a implantação de tecnologias que possibilitem a reciclagem e recuperação de energia por meio de processos de compostagem ou de biometanização, que ocorrerão por conta da iniciativa privada, que será escolhida por meio de processo licitatório ainda este ano. Dessa forma, a Prefeitura poderá direcionar os recursos públicos em outras áreas importantes, como a saúde e a educação.

A projeção é de que a tarifa seja incluída à fatura de água, que é uma gestão feita pela empresa Águas de Teresina. A população também contará com a implementação da tarifa social, destinada a quem possui uma renda mensal baixa, assim como ocorre em outras cobranças por prestação de serviços públicos. “Através desse processo de concessão, a Prefeitura estabelece um novo patamar no que se refere ao aproveitamento de recursos e também no desenvolvimento de estratégias que funcionem com o intuito de beneficiar a população de forma sustentável e consciente, além, é claro, de cumprir com a legislação federal”, explicou Kárita Allen, secretária Executiva de Planejamento Estratégico e Gestão (SEPLAG).

Este projeto de concessão dos serviços de resíduos sólidos já está em sua etapa final para lançamento de licitação. A iniciativa em Teresina é um dos quatro projetos pilotos selecionados para receber apoio técnico e financeiro do Fundo de Apoio à Estruturação e ao desenvolvimento de Projetos de Concessão e Parcerias Público-Privadas (FEP), neste setor. O projeto contempla a prestação dos serviços de manejo de resíduos sólidos urbanos, incluindo as atividades de coleta, trasbordo, transporte, tratamento, destinação ambientalmente adequada dos resíduos e disposição final dos rejeitos da cidade, por meio de contrato de concessão.

A operação prevê investimentos da ordem de R$ 1,6 bilhão (Capex+Opex) no município ao longo da vigência do contrato, de 30 anos. A Coordenação de Concessões e parcerias, da Semplan, é gerida pelo engenheiro Júlio Rodrigues.

Catadores

A Prefeitura tem a preocupação e o propósito de integrar os catadores neste projeto. Todos serão integrados e ouvidos antes de qualquer decisão, assim como tem acontecido nas audiências públicas já realizadas.

O projeto apresentado propõe programas sociais que buscarão apoiar essa integração. Há dois tipos de catadores em Teresina: catadores no aterro municipal, trabalhando junto às frentes de vazamento de resíduos. Quando o processo de implantação do novo Aterro Municipal estiver concluído, uma das condições é que não haja catadores junto às frentes de trabalho. Para esses catadores, está sendo proposta a recuperação da usina de reciclagem existente no aterro, de forma que eles possam trabalhar em condições mais seguras e salubres. Além disso, eles receberão assessoria para melhorar a organização interna e buscar melhores condições de comercialização dos produtos recuperados.

“Trabalhar dentro do aterro, junto às frentes de vazamento de resíduos é uma atividade insalubre, prejudicial à saúde das pessoas. Isso precisa mudar. Por isso estamos empenhados em tocar esse novo modelo de gestão e mudar a realidade desses trabalhadores”, afirma o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Edmilson Ferreira.

Já os catadores de rua, que atualmente integram uma quantidade considerável de trabalhadores autônomos, recolhendo resíduos inservíveis e restos de obras em troca de pequena remuneração, também estão no projeto.

Meio ambiente

O sistema proposto enfatizará a utilização de tecnologias mais limpas para a coleta, o transporte, o tratamento e a destinação final dos resíduos, priorizando a coleta seletiva, a reciclagem e a recuperação energética. Além disso, haverá a implantação de novos Pontos de Recebimento de Resíduos (PRRs) e Pontos de Entrega Voluntária (PEVs), em substituição aos vazadouros clandestinos ainda existentes e atualmente utilizados por uma parcela da população para descarte de resíduos não atendidos pela coleta formal.

“Essa modelagem de desenvolvimento de projetos traz ao município um melhor desempenho de suas atividades. As PPPs garantem modernização, otimização, expansão, operação e manutenção da infraestrutura do município, trazendo expertise e ganhos para a população e para a gestão da cidade. Esse modelo, especificamente, trará impactos positivos para o meio ambiente, com o uso de tecnologias mais limpas. Trabalhamos mediante as diretrizes do prefeito Dr. Pessoa de melhorar e fortalecer os serviços prestados no município. É isso que temos feito”, disse João Henrique Sousa.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

FMS abre hoje (01) agendamento para 1ª e 2ª doses da pfizer

Publicado

em

Por

FMS abre hoje (01) agendamento para 1ª e 2ª doses da pfizer

A Fundação Municipal de Saúde abre hoje (01), às 18h, novo agendamento para vacinação de segunda dose da Pfizer para quem tem data no cartão de vacina até o dia 02 de janeiro de 2021.

Para ter direito à segunda dose é necessário também respeitar o intervalo mínimo de 3 semanas entre a primeira e a segunda dose. As vagas do agendamento são para vacinação na quinta (02) e sexta-feira (03). O agendamento é feito pelo site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/

Já às 20h, serão abertas vagas para agendamento de primeira dose (repescagem) da vacina da Pfizer para a população de 18 anos e mais. As vagas são para quinta (02) e sexta-feira (03).

Amanhã, quinta-feira (02), também tem drive para reforço da vacina contra covid para quem tem 18 e mais e intervalo mínimo de 5 meses após a segunda dose. Para os imunossuprimidos o intervalo é de 28 dias.

Os adolescentes de 12 a 18 anos também podem se vacinar amanhã (02) nos drives, mas devem estar acompanhados dos pais ou responsáveis. A vacinação em drive thru será das 9 às 17h nos seguintes locais:

Terminal do Parque Piauí
Terminal do Zoobotânico
Terminal do Livramento
Terminal do Buenos AiresNo momento da vacinação, a população deve apresentar um documento de identificação com foto e CPF ou cartão do SUS. Para a segunda dose e dose de reforço, é preciso ainda portar o cartão com registro das doses anteriores. Já os adolescentes devem estar acompanhados de pais ou responsáveis.

Foto: Divulgação (FMS)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Profissionais da licenciatura podem participar da I Jornada CREF Integra

Publicado

em

Por

Profissionais da licenciatura podem participar da I Jornada CREF Integra

Profissionais da Rede Municipal de Ensino que atuam na área da licenciatura podem participar do 4º ciclo da “I Jornada CREF Integra”, promovida pelo Conselho Regional de Educação Física do Piauí (CREF 15), que ocorre no dia 11/12, no Blue Tree Hotel. A Secretaria Municipal de Educação (Semec) está apoiando o evento.

Os interessados podem realizar a inscrição até 08/12 através do link: http://www.eventos.inforgeneses.com.br//inscricao_semana/index.php?ei=Hba6zIPAPTEVky7aJ5OWhe_2q7o3tCiLQ5dT0nAtH-TDggWp2L5&evi=Ts0x5VxIQP1zFvntiYzU1MvpKLfH6RiK7mPg-V

O evento terá duas palestras: Educação Física Escolar e o Guia de Atividade Física para a População Brasileira”, que será ministrada por Valter Cordeiro Barbosa Filho; e Literacia Física no ensino da Educação Física Escolar, com Antônio Ricardo Catunda de Oliveira.

Em virtude da pandemia de Covid-19 as vagas serão limitadas.

 

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular