Conecte-se conosco

Cidades

Creg realiza mais de 1800 atendimentos às mulheres em situação de violência doméstica no último trimestre de 2021 em Teresina

Publicado

em

Creg realiza mais de 1800 atendimentos às mulheres em situação de violência doméstica no último trimestre de 2021 em Teresina

Em setembro, foram realizados 1826 atendimentos às mulheres em situação de violência doméstica, familiar e de gênero em Teresina. Os dados foram contabilizados pelo serviço Centro de Referência Esperança Garcia (CREG), um serviço vinculado à Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM). O local realiza atendimento às mulheres que vivem em situação de violência na capital.

“O CREG é o local de apoio à mulher, onde ela pode encontrar atendimento jurídico, psicológico e social, para que ela consiga sair da situação de violência em que vive. O centro não é um local de denúncia, mas sim de atendimento para que ela saia do ciclo de violência”, afirmou a secretária da SMPM, Karla Berger.

Segundo os dados, setembro contabilizou em torno de 316 atendimentos. Atualmente, esse foi o mês com maior número de solicitação dos serviços em 2021. Segundo a coordenadora do centro de referência, Roberta Mara, esse aumento se deve por conta das campanhas de incentivo á denúncia e combate à violência doméstica na capital em agosto, quando ocorreu as ações do Agosto Lilás – mês de alusão à Lei Maria da Penha e enfrentamento a violência contra à mulher.

Roberta pontua que o crescimento dos números de procura pelo serviço é um indicativo positivo, uma vez que demonstra que mais mulheres estão rompendo o ciclo de violência. Em contrapartida, o mês de janeiro, que apresentou 39 atendimentos, significa um silêncio das mulheres em situação de violência.

Além disso, a pandemia da covid-19 ainda demonstra seus impactos no número de atendimentos. Isso porque, com a flexibilização do isolamento social e acesso aos locais públicos, mais mulheres estão tendo conhecimento e acesso à rede de enfrentamento à violência.

“Constatamos um aumento considerável na procura do atendimento, pois as mulheres em situação de violência, se permitiram buscar ajuda, uma orientação, uma indicação, um atendimento profissional, muito antes de fazerem a denúncia”, frisa Roberta. “O CREG faz parte da rede de atendimento, e por isso acreditamos que as mulheres teresinenses sintam-se mais à vontade de nos procurarem”, reforçou a coordenadora.

Atendimentos realizados de janeiro a setembro:

Janeiro: 39
Fevereiro: 217
Março: 149
Abril: 131
Maio: 234
Junho: 281
Julho: 217
Agosto: 252
Setembro: 316

Sobre o Creg

O Centro de Referência da Mulher em Situação de Violência Esperança Garcia atende mulheres em situação de violência doméstica, familiar e de gênero, residentes em Teresina, com idades de 18 a 59 anos. O espaço oferece assistência jurídica, social e psicológica, além de ofertar Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (Pics) e cursos de capacitação profissional.

As mulheres podem ser encaminhadas pela rede de enfrentamento a violência contra a mulher ou acessar diretamente o serviço. Além disso, as mulheres acompanhadas pelo CREG que possuem Medida Protetiva são monitoradas pela Guarda Maria da Penha, visando a sua proteção e contribui para o empoderamento da mesma
Onde encontrar o Creg?

Rua Benjamin Constant, 2170 , Centro Norte. Segunda a sexta, das 08h00 às 17h00.
(86) 3233-3798/99416-9451

Onde denunciar?

Na capital, as mulheres também podem procurar as Delegacias da Mulher, localizadas nas regiões Centro Sul, Sudeste e Norte, pelos respectivos telefones: (86) 3233-2323 / (86) 3220-3858 / (86) 3216-1572 / (86) 99454-3940.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

FMS realiza treinamento sobre protocolo de sífilis congênita para profissionais das maternidades

Publicado

em

Por

FMS realiza treinamento sobre protocolo de sífilis congênita para profissionais das maternidades

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realiza nesta terça-feira, 19, a partir das 9h30, na Maternidade do bairro Buenos Aires, treinamento dos profissionais sobre o Protocolo da Sífilis Congênita, coordenado pelo neonatologista da Maternidade do Buenos Aires, Marcos Bitencourt. A ação faz parte da campanha Outubro Verde, que no terceiro sábado deste mês, é dedicado para mobilizações do Dia Nacional de Combate à Sífilis Congênita. Na rede municipal as ações serão desenvolvidas nas  demais maternidades até o dia 22.

A Campanha Outubro Verde promove visibilidade e conscientização sobre a sífilis congênita, doença infectocontagiosa que é caracterizada pela transmissão da sífilis da mãe para o feto ou para o recém-nascido. A campanha visa chamar a atenção da população para a importância do diagnóstico precoce e do tratamento da doença na gestante.

Na terça-feira (20) o treinamento acontece pela manhã na Maternidade Wall Ferraz, bairro Dirceu; na quarta-feira (21) a atividade é na Maternidade do bairro Satélite e dia 22 na Maternidade do bairro Promorar.

O treinamento tem como objetivo orientar os profissionais das maternidades sobre os procedimentos no atendimento à gestante e ao recém-nascido, com as orientações para o médico obstetra/plantonista, médico neonatologista, médico pediatra do ambulatório, enfermeiro, profissionais de laboratório, núcleo hospitalar de epidemiologia e farmacêutico.

A chefe do Núcleo de Epidemiologia Hospitalar da FMS, Vanessa Matos,  explica que o protocolo determina também o acompanhamento do tratamento da criança diagnosticada com  sífilis congênita. “Nesses casos quando a criança recebe atendimento ambulatorial é feito o atendimento até os 18 meses de vida dessa criança”, diz.

Fotos: Ascom FMS

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

SAAD Centro dá início ao projeto THE Limpa e realiza limpeza nas margens dos rios Parnaíba e Poti

Publicado

em

Por

SAAD Centro dá início ao projeto THE Limpa e realiza limpeza nas margens dos rios Parnaíba e Poti

A Superintendência das Ações Descentralizadas (SAAD) Centro deu início nesta segunda-feira (18) ao Projeto THE Limpa. A ação realizará a limpeza das margens dos rios Parnaíba e Poti em Teresina e tem como objetivo a preservação ambiental e da fauna na região.

De acordo com o superintendente da SAAD Centro, Roncalli Filho, 15 agentes de limpeza serão mobilizados para a rio Parnaíba e em um segundo momento seguiram para o rio Poti. No local, o grupo fará a captação de resíduos sólidos. O chefe da pasta frisou que os profissionais permanecerão reforçando a limpeza até que a região de competência da SAAD Centro esteja livre de lixo na margem do rio.

“Nossa equipe já esteve no local anteriormente fazendo a remoção dos aguapés que prejudicam a vida aquática do rio. Agora, vamos atuar em outra frente, que será a remoção de todo o lixo das margens, que afeta a vida dos animais e da própria população que vive no entorno. Esse é um compromisso da Superintendente e da Prefeitura com a preservação ambiental da cidade. Queremos aproveitar para pedir a atenção da população para essa conscientização sobre o meio ambiente e para o fato de que o descarte irregular do lixo é bastante prejudicial”, frisou Roncalli Filho.

O gerente de limpeza urbana na SAAD Centro, Paulo Eduardo, relatou que a ação foi organizada pois constatou-se um intenso descarte irregular de lixo na área, em um ponto que passou a prejudicar o bem-estar da fauna da cidade.

“Com a limpeza vamos evitar que a água carregue esses resíduos para dentro do rio e também vamos evitar acidentes com os animais, como tejos, iguanas e cobras como a jiboia. Em vistoria que fizemos avistamos uma iguana com o rabo decepado e acreditamos ter sido devido a esse lixo. Haviam muitos cacos de vidro, de garrafas quebradas e televisões velhas”, pontuou.

Segundo Paulo Eduardo, a limpeza começará na região próxima ao bairro Primavera, na zona Norte, que foi o local mais crítico identificado. O gerente também ressaltou que a coleta do lixo será feita de forma seletiva, com equipes distintas para plásticos, papel ou vidro, de forma que conforme o possível, o material será enviado para a reciclagem.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular