Conecte-se conosco

Cidades

Semplan visita Ecoponto de Resíduos Sólidos na zona Norte

Publicado

em

Semplan visita Ecoponto de Resíduos Sólidos na zona Norte

A Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação (Semplan), representada pelo Secretário João Henrique Sousa e a Secretária Executiva de Planejamento e Gestão (Seplag), Kárita Allen, visitou nesta sexta-feira (24), as instalações do local de estruturação de um Ecoponto – Estação de Transbordo de Resíduos Sólidos, localizado na Avenida Boa Esperança, bairro São Joaquim, zona norte de Teresina.

A visita foi acompanhada por membros da Cooperativa de Trabalho e Economia Solidária dos Catadores de Materiais Recicláveis do Território Lagoas do Norte – COOPCATA 3R’s.

Atualmente, o Ecoponto está em desuso e sem atividade, pois não possui estrutura para atender a demanda dos catadores da região. Segundo o Secretário de Planejamento, o objetivo é uma estruturação completa e plena atividade no local e no complexo de espaços ao redor.

“Este Ecoponto tem um conceito muito interessante e funcional para esta categoria. Estivemos aqui com a equipe de arquitetos da Agenda Teresina 2030 que já estudaram um projeto arquitetônico para uma nova modelagem e operação, com galpão e espaço para a coleta seletiva, separação e despacho desses resíduos. Além disso, temos um espaço para aprimoramento, quadra esportiva e creches ao redor, o que proporciona uma atividade dinâmica na região”, explicou João Henrique.

A equipe da Agenda Teresina 2030 organiza, a partir de agora, uma apresentação geral do projeto para que seja discutido na Secretaria de Planejamento, junto ao Prefeito Dr Pessoa, a Superintendência da região Norte, bem como a equipe do Projeto Lagoas do Norte. “Essa região integra a área de atuação do projeto e isso será, posteriormente, levado a discussão junto ao Banco Mundial para que possamos avançar e concretizar esse espaço com um efetivo ponto de resíduos sólidos”,’ concluiu.

Para a presidente da COOPCATA 3R’s”, Márcia Alencar, o espaço já possui uma estrutura, mas devido ao desuso, foi depredada em alguns pontos. O objetivo é alinhar o trabalho junto à Prefeitura de Teresina e instalar de forma efetiva a estação de resíduos sólidos.

“Ficamos muito felizes em ter esse retorno da Secretaria de Planejamento, em nome da Prefeitura, pois aqui teremos um ambiente ideal para apoiar o trabalho dos catadores. Temos aqui um espaço para capacitação dos membros da cooperativa e um ambiente propício para desenvolvimento econômico e social. Será uma satisfação ter esse espaço com uma estrutura adequada e investimento”, finalizou Márcia, presidente da Cooperativa de Trabalho e Economia Solidária dos Catadores de Materiais Recicláveis do Território Lagoas do Norte – COOPCATA 3R’s.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Povoado Santa Luz recebe a 1ª Feira de arte e agricultura familiar rural

Publicado

em

Por

Povoado Santa Luz recebe a 1ª Feira de arte e agricultura familiar rural

Neste sábado (24) aconteceu a primeira feira de arte e agricultura familiar rural. A inauguração aconteceu no povoado Santa luz e movimentou a comunidade. A feira contou com venda de produtos artesanais, de agricultura familiar, exposição de animais, campeonatos de futebol masculino e feminino, além de comidas típicas.

Durante o evento, houve apresentação de zumba, instruções da Defesa Civil para evitar queimadas durante o período de BR-O-bró, Leilão e apresentação musical com muito forró pé de serra. A feira segue até às 17h desse sábado e no domingo (26) acontece das 8:00h às 17:00h.

Foto: Lucas Dias / Semcom

A idealização do projeto partiu da Primeira Dama Samara Conceição, que pretende realizar o evento uma vez ao mês, em forma de rodízio por toda a zona rural.

“Estávamos vendo muitas feiras acontecendo na zona urbana, e pensamos em trazer para zona rural, que tem grandes produtores e muitas riquezas. O nosso projeto é expandir para todas as localidades da zona rural. O próximo evento ainda não tem localidade definida, mas será realizada no mês de outubro”, disse a Primeira Dama.

Foto: Lucas Dias / Semcom

Elimar Pereira, artesã e moradora do povoado, ressaltou a felicidade em poder estar expondo os seus produtos para a própria comunidade.

“É muito importante para nós. A prefeitura está de parabéns por dar esse grande incentivo a nós que somos pequenos e micro produtores. A pandemia nos prejudicou muito, e todo evento realizado para movimentar a economia local é uma grande ajuda. Estou muito feliz”, pontuou.

A feira contou com o apoio da Secretaria Municipal de Produção Agropecuária (SEMP), Fundação Municipal Chaves (FMC), Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDEC), Fundação Wall Ferraz (FWF), Fundação Municipal de Saúde (FMS), SAAD RURAL, Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL) e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAM).

O secretário municipal de Produção Agropecuária, Edvaldo Marques, falou sobre a importância de promover qualificação para os produtores da zona rural.

“Estamos reunindo todos os produtores da localidade e estamos trabalhando para organizá-los para que a gente possa oferecer a eles cursos para qualificar a produção agrícola e melhorar a comercialização desses produtos”, destacou.

A Fundação Wall Ferraz, esteve presente com uma equipe oferecendo diversos serviços para a comunidade.

“É uma alegria participar de momentos como esse. Momentos de dignidade e esperança para o povo. É nítido o olhar diferenciado da prefeitura para a zona rural e por isso a Fundação Wall Ferraz não poderia ficar de fora. Estamos oferecendo serviços de cidadania e de beleza, como design de sobrancelha e corte de cabelo para a população”, ressaltou o presidente da FWF, Maikon Silva.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, falou sobre a importância da Zona rural de Teresina e que muito mais será feito durante a sua gestão.

“Eu e meu secretariado temos como obrigação olhar para o todo. A zona Rural estava esquecida, e nós vamos dar a assistência necessária para essas comunidades. Queremos trazer condições dignas para esse povo, como ambulâncias, água e energia de qualidade. Precisamos dar condições de cultivo para os produtores das zonas rurais, que são muito importantes para a nossa Teresina, e é isso que vamos fazer”, concluiu o Prefeito.

Foto: Lucas Dias / Semcom

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Pareceria com acadêmicos da UNINASSAU leva ação social para o CMEI Maria Amélia

Publicado

em

Por

Pareceria com acadêmicos da UNINASSAU leva ação social para o CMEI Maria Amélia

A comunidade do bairro Planalto Uruguai participou de uma manhã cheia de atividades neste sábado (25). Os acadêmicos de vários cursos da UNINASSAU levaram serviços gratuitos para o Centro Municipal de Educação Infantil Maria Amélia Freitas Mendes de Oliveira.

A programação teve início com apresentações musicais das crianças do CMEI, que acolheram os visitantes com uma dose de motivação e esperança. Durante toda a manhã, os acadêmicos ofereceram serviços como orientação jurídica e psicológica, avaliação nutricional e glicêmica, vermifugação de animais domésticos, contação de histórias, entre outros.

De acordo com a diretora interina do CMEI, Gláucia Tatyanna, a escola costuma abraçar todas as causas que beneficiem a comunidade. “Oferecemos todo o apoio e mobilizamos os pais de alunos para participar. Acreditamos nessa integração para o bem. Também estávamos com saudade de ver a escola cheia novamente”, disse Gláucia. Para o professor Luiz de Macêdo, as parcerias ampliam o potencial da escola. “Acho esse tipo de evento muito bom, a escola de portas abertas para ajudar a comunidade”, declara.

A coordenadora acadêmica da UNINASSAU, Vivian Brandim, explica que o projeto é itinerante e chega para atender algumas demandas das comunidades. “Estamos levando ações sociais de forma gratuita para a população, sempre em um local diferente. Essa é uma forma de mostrar aos estudantes que toda profissão só faz sentido se trouxer benefícios para quem precisa”, afirma a coordenadora.

Quem aproveitou um pouco de tudo foi a Jaqueline Brito, mãe do aluno Pedro Emanoel, que estuda no II Período do CMEI Maria Amélia. “Esses serviços são difíceis de conseguir gratuitamente, então busquei aproveitar ao máximo. É gratificante saber que podemos contar com essas pessoas na comunidade. Meu filho e eu experimentamos todos os espaços”, conta Jaqueline.

A coordenadora de Alfabetização da Rede Municipal, Aurismar Sousa, esteve no evento representando a Secretaria Municipal de Educação (Semec). Aurismar destacou o potencial do CMEI, sempre com excelentes resultados, e falou da alegria de ver as escolas retomando a rotina aos poucos. “Fico arrepiada de ver as crianças cantando, a equipe escolar recebendo visitantes. Aos poucos, e com responsabilidade, estamos voltando com ações que dão vida às unidades de ensino”, concluiu.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular