Conecte-se conosco

Cidades

Trabalho com carteira assinada tem saldo positivo nos cinco primeiros meses de 2021 em Teresina

Publicado

em

Trabalho com carteira assinada tem saldo positivo nos cinco primeiros meses de 2021 em Teresina

Teresina registrou um saldo positivo de aumento do nível de emprego e renda nos cinco primeiros meses de 2021. Os indicadores são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados mensalmente, que tem por base as contratações de empregos formais.

Foto: Divulgação (Semdec)

Em um comparativo realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (SEMDEC), entre os meses de janeiro a maio de 2020 com janeiro a maio/2021, aponta para uma retomada do nível de atividade superior ao nível pré-pandemia, nos cinco primeiros meses de 2020, onde foi registrado um saldo de empregados e desempregados de – 9.047, contudo, em, 2021, para o mesmo período foi contabilizado o total de 5.234 novos empregos de carteira assinada.

Foto: Divulgação (Semdec)

“O ritmo de criação de emprego no mês de março foi um pouco menor em relação aos meses anteriores, por decorrência do aumento do número de casos da covid-19, o distanciamento social a prudência fizeram com que houvesse uma retração na geração de empregos, mas percebemos uma recuperação nesses números no mês de abril e mais expressiva ainda no mês de maio”, destaca o economista e gerente de planejamentos e projetos da SEMDEC, Fábio Camelo.

O setor do Comércio liderou no quesito criação de novos postos de trabalhos, com 1.979 pessoas empregadas na cidade de Teresina no acumulado de janeiro a maio de 2021, seguido da Construção Civil, com 1.013 pessoas, e em terceira posição o Serviços, com 1.005 postos criados. Estes valores demonstram o saldo acumulado, que representa a relação entre admitidos e desligados por setor.

No mês de maio a capital chegou a um total de 191.098 pessoas com carteira assinada, com um crescimento expressivo no segmento de serviços, com 53,6%, seguido do setor da construção civil com 27,7%, na terceira posição a indústria 9,5%, logo após o comércio 8,9% e finalizando com segmento agropecuário com 4%.

Para o segundo semestre deste ano, com o avanço da vacinação, diante do ambiente favorável espera-se crescimento mais sustentado da atividade econômica.

“No geral, a economia local tem se mostrado resiliente, influenciada por medidas de cunho nacional como a volta do auxílio emergencial, de cunho local por meio da atração de investimentos e políticas de fomento”, finaliza o economista.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Professora monta diário da quarentena com relatos da rotina dos alunos em casa

Publicado

em

Por

Professora monta diário da quarentena com relatos da rotina dos alunos em casa

O momento de pandemia trouxe uma série de problemas sociais, mas também motivou importantes reflexões. O isolamento social foi a temática escolhida pela professora Jerlany Séba para influenciar os alunos a escrever sobre suas rotinas. A atividade é parte da disciplina protagonismo juvenil na Escola Municipal Ofélio Leitão, zona Sul de Teresina.

Fotos: Ascom Semec

A unidade de ensino funciona em jornada de tempo integral, por isso possui em sua grade curricular disciplinas diversificadas. No protagonismo juvenil, a turma é estimulada a ter autonomia e responsabilidade para tomar decisões. Nesse sentido, as atividades práticas ganham destaque, sempre com a intenção de preparar os alunos para que sejam os principais atores de seus projetos de vida.

No Diário da Quarentena, desafio proposto pela professora Jerlany aos alunos do 6º ao 9º ano, os estudantes relataram em textos e desenhos as vivências do período em casa. “A pandemia alterou profundamente a rotina que nossos alunos tinham na escola, além do aprendizado formal, do espaço de socialização e crescimento pessoal”, disse a professora.

As produções trazem relatos pessoais sobre a rotina dentro de casa, onde compartilham suas comidas favoritas, filmes mais assistidos, animais de estimação e até desenhos sobre as paisagens vistas da janela. Tudo foi compilado em um diário da turma, que será discutido no retorno presencial.

“Falar sobre essas mudanças é fundamental para que possam aprender a se reorganizar em um contexto diferente. Traz reflexões sobre essa vivência e constrói memórias afetivas sobre experiências agradáveis durante o isolamento. Vamos mostrar que o aprendizado real pode ser mais significativo que os momentos difíceis que cada um deles está enfrentando”, conclui a professora.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Teresina é exemplo para o Programa Nacional de Alimentação Escolar

Publicado

em

Por

Teresina é exemplo para o Programa Nacional de Alimentação Escolar

Fotos: Ascom Semec

Representantes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estiveram reunidos com técnicos da Secretaria Municipal da Educação de Teresina, nesta semana, para reforçar a participação da agricultura familiar na alimentação escolar. O objetivo é de fomentar ações conjuntas de fortalecimento dos agricultores familiares e de promoção da segurança alimentar e nutricional, no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). A série de visitas, que teve início em abril, deve percorrer todas as capitais do país.

De acordo com o diretor de Ações Educacionais do FNDE, Garigham Amarante, a cidade de Teresina é um verdadeiro exemplo para o Pnae, tendo em vista os números alcançados, acima de 30%, que representam um comprometimento com a Agricultura Familiar, garantindo que os alimentos cheguem até os alunos, tanto neste momento de pandemia, como em um futuro bem próximo com o retorno das aulas presenciais. “Estamos percorrendo todas as capitais brasileiras, verificando como está a adesão aos produtos da agricultura familiar, o que os alunos estão consumindo. Em algumas capitais, infelizmente, não verificamos o alcance de 30% de aquisição dos produtos, mas em outras capitais, este número é superado. Teresina está acima do esperado”, enfatiza Garigham.

A coordenadora-geral do Pnae, Karine Santos, disse que a capital Teresina vem executando as ações de merenda escolar, seguindo as orientações do Governo Federal, com a legislação vigente, que é especifica para este momento de pandemia. “Conferimos que os kits de gêneros alimentícios estão sendo entregues aos pais dos estudantes. E o que é melhor, Teresina, através da Secretaria Municipal de Educação está valorizando e mantendo as aquisições junto a agricultura familiar. Então, na composição do kit que chega até o aluno, dispõe de alimentos da agricultura familiar e para o Pnae é muito importante, por que é possível fomentar a economia local e garantir a necessidade nutricional do estudante. Seguimos nesta parceria com o município de Teresina”, ressalta Karine Santos.

O secretário, professor Nouga Cardoso disse que é um compromisso da Prefeitura de Teresina, através da Semec, adquirir produtos cultivados pelos trabalhadores da agricultura, valorizando o que vem sendo produzido na região, com alimentos de qualidade.

Já a secretária executiva de Gestão da Semec, professora Edileusa Sampaio ressaltou o comprometimento de toda a equipe de nutricionista da Secretaria que vem realizando uma busca ativa, seja na entrega dos kits, bem como na análise da qualidade dos produtos que chegam à mesa dos alunos da Rede Municipal de Ensino.

Participaram da reunião, técnicos da Semec, o secretário executivo de Ensino, Kleytton Santos e o secretário municipal de Produção Agropecuária, Coronel Edvaldo Marques.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular