Conecte-se conosco

Cidades

Balanço 2° Trimestre de Gestão da Semest é marcado por geração de emprego e renda, incentivos e apoio ao empreendedorismo

Publicado

em

Balanço 2° Trimestre de Gestão da Semest é marcado por geração de emprego e renda, incentivos e apoio ao empreendedorismo

O segundo trimestre de gestão da Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) é marcado pela geração de emprego em renda, qualificação e capacitação de micro e pequenos empreendedores, parcerias que promovem uma melhor qualidade de trabalho e incentivo para que empreendedores possam trabalhar e ter crédito por meio do Banco Popular de Teresina.

No início da gestão, a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca, ressaltou a importância que sua gestão daria para fortalecer o empreendedorismo da Capital, por meio da assistência aos equipamentos coordenados por essa Secretaria.

“Vamos intensificar ações para melhorar, incentivar e disponibilizar meios e recursos para desenvolver a economia solidária e criativa de Teresina. São os micro e pequenos empreendedores que mantêm a economia da cidade e geram empregos para os seus bairros. Eles são cerca de 30% do PIB do Brasil (Produto Interno Bruto).” frisou a secretária.

A Semest inaugurou e entregou à população duas lavanderias comunitárias Coronel Carlos Falcão e Vila Uruguai, inauguradas dia 20 de abril e 18 de junho, respectivamente. As lavanderias são fontes de emprego e renda para as mulheres da região, além de ser uma prestação de serviço de qualidade por um custo baixo para a população.

“Também vamos capacitar as lavadeiras para que elas além de prestarem um serviço de qualidade, saibam atender, divulgar seu trabalho e realizar um pós venda de qualidade para os clientes” completou a secretária, Gessy Fonseca.

Tendo em vista o bem estar das lavadeiras, que segundo a secretária exercem uma atividade essencial e têm risco de contágio por Covid- 19 devido ao contato com peças e utensílios de clientes. Foi protocolado em 14 de junho, no Conselho Municipal de Saúde de Teresina, o pedido de inclusão das lavadeiras no grupo prioritário de vacinação.

Exposição e comercialização de produtos, possibilitando uma vitrine para os empreendedores de seus produtos e serviços por meio da realização, em parceria com Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas – Leste (SAAD-Leste), de feiras na zona leste, duas feiras do Mercado do Produtor, Feira do Satélite. E retomada das feiras da Rua Climatizada e Pôr do Sol.

Outro foco dado pela atual gestão à frente da Semest é a qualificação e capacitação dos empreendedores. A secretária, Gessy Fonseca, fala da importância de prestar cursos voltados para gestão e negócios, e proporcionar aos empreendedores, pessoas que desejam iniciar seu próprio negócio tenha sucesso.

Para isso a secretaria oferta cursos para o empreendedorismo, como o Equilíbrio Financeiro para os Pequenos Negócios, voltado para as pessoas que adquirem financiamento junto ao Banco Popular de Teresina para que esses saibam a melhor forma de aplicar os recursos adquiridos e tenham êxito na realização do seu empreendimento. O Empreenthe-Formalize sua empresa, direcionado para pessoas que desejam abrir o CNPJ do seu negócio e regularizá-lo junto aos órgãos competentes.

E o Empreendedorismo Digital, em parceria com a Fundação Wall Ferraz, no qual os participantes têm acesso a módulos como: planejar e estruturar o seu negócio, estratégias de um empreendedor de sucesso e como usar a internet para alavancar suas vendas.

“A qualificação e capacitação é essencial para o êxito de qualquer negócio, é necessário ter conhecimento de mercado, marketing, em vendas e pós venda e saber aplicar de maneira correta e eficiente os recursos adquiridos. Então buscamos proporcionar conhecimento para nossos empreendedores, pois o conhecimento não se tira” falou a secretária.

A primeira etapa do recadastramento dos permissionários dos 16 centros de produção e do centro comercial, coordenados por essa Secretaria, também foi concluída no início de junho. Os gestores pontuam como primordial esta fase para reorganizar e melhorar a administração dos centros. “Após o recadastramento, podemos avaliar a situação dos permissionários e como agir para atendê-los sem causar prejuízos e possibilitar a abertura de todos os boxes” disse o gerente de tecnologia, Carlos Vinicius de Melo.

Banco Popular de Teresina

A disponibilização de recursos financeiros para os empreendedores é essencial para os micro e pequenos empreendedores, principalmente, com a crise ocasionada pela pandemia do Coronavírus. O Banco Popular, uma extensão da Secretaria de Economia Solidária, possibilita a manutenção dos empreendimentos dos micro e pequenos empreendedores, disponibilizando recursos com juros e taxas diferenciadas.

Foram realizadas no primeiro semestre mais de 230 operações, somando o montante de R$ 540 mil em recursos injetados na economia da Capital, através da disponibilização de recursos para empreendedores pelas linhas de crédito capital de giro e aquisição de máquinas e equipamentos.

“Esses recursos são essenciais neste momento de crise, para manter e propiciar a abertura de novos empreendimentos. E o Banco Popular de Teresina está no foco da sua missão de ser este prestador de recursos e possibilitar o desenvolvimento de Teresina, por meio do empreendedorismo “, pontuou a gerente, Kelson Rossini.

Polo Cerâmico do Poti Velho

Será realizada uma ampla reforma e revitalização do Polo Cerâmico, em parceria com a Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD Norte), a perspectiva é iniciar na solução de problemas de iluminação da parte externa, banheiros, pintura e drenagem.

O projeto de reestruturação irá tornar o Polo Cerâmico modernização da produção das peças em cerâmica, serão instalados fornos mais eficientes e modernos e banheiros para uso público, uma área de passeio integrada ao dique, estacionamentos, novo barracão e uma praça de alimentação. Modernizando-o e transformando-o em um ponto turístico mais atrativo.

“O turismo é um forte aliado da economia solidária e criativa, pois possibilita a divulgação das peças por meio dos turistas, fomentam a economia da cidade e desenvolvem o patrimônio cultural imaterial que é o nosso artesanato em cerâmica e os pontos turísticos se tornam mais uma opção de lazer e entretenimento para a população” pontuou a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca.

Ainda nessa parceria com a SAAD Norte, a Semest está buscando a reforma e revitalização dos centros de produção do: Mocambinho, Parque Wall Ferraz, Buenos Aires, Padre Eduardo e Morro da Esperança, para proporcionar melhores condições de trabalho para permissionários e clientes dos centros.

Solicitamos ainda a manutenção e pintura para retomada das atividades na Escola de Arte Santeira e em Madeira, no bairro Poti Velho. E recentemente fomos prontamente atendidos com a demanda da retirada da caixa d’água do Mercado Público Municipal Augusto Ferro (Mercado do Mafuá), que estava prejudicando a estrutura dos empreendedores do comércio local.

“Estamos comprometidos em proporcionar desenvolvimento econômico para a Capital e consequentemente de toda região, esse é o meu compromisso com a gestão do prefeito, Dr. Pessoa, é meu compromisso com a minha cidade Teresina.” finalizou a secretária de Economia Solidária, Gessy Fonseca.

Foto: Divulgação (Semest)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

FMS realiza treinamento sobre protocolo de sífilis congênita para profissionais das maternidades

Publicado

em

Por

FMS realiza treinamento sobre protocolo de sífilis congênita para profissionais das maternidades

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) realiza nesta terça-feira, 19, a partir das 9h30, na Maternidade do bairro Buenos Aires, treinamento dos profissionais sobre o Protocolo da Sífilis Congênita, coordenado pelo neonatologista da Maternidade do Buenos Aires, Marcos Bitencourt. A ação faz parte da campanha Outubro Verde, que no terceiro sábado deste mês, é dedicado para mobilizações do Dia Nacional de Combate à Sífilis Congênita. Na rede municipal as ações serão desenvolvidas nas  demais maternidades até o dia 22.

A Campanha Outubro Verde promove visibilidade e conscientização sobre a sífilis congênita, doença infectocontagiosa que é caracterizada pela transmissão da sífilis da mãe para o feto ou para o recém-nascido. A campanha visa chamar a atenção da população para a importância do diagnóstico precoce e do tratamento da doença na gestante.

Na terça-feira (20) o treinamento acontece pela manhã na Maternidade Wall Ferraz, bairro Dirceu; na quarta-feira (21) a atividade é na Maternidade do bairro Satélite e dia 22 na Maternidade do bairro Promorar.

O treinamento tem como objetivo orientar os profissionais das maternidades sobre os procedimentos no atendimento à gestante e ao recém-nascido, com as orientações para o médico obstetra/plantonista, médico neonatologista, médico pediatra do ambulatório, enfermeiro, profissionais de laboratório, núcleo hospitalar de epidemiologia e farmacêutico.

A chefe do Núcleo de Epidemiologia Hospitalar da FMS, Vanessa Matos,  explica que o protocolo determina também o acompanhamento do tratamento da criança diagnosticada com  sífilis congênita. “Nesses casos quando a criança recebe atendimento ambulatorial é feito o atendimento até os 18 meses de vida dessa criança”, diz.

Fotos: Ascom FMS

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

SAAD Centro dá início ao projeto THE Limpa e realiza limpeza nas margens dos rios Parnaíba e Poti

Publicado

em

Por

SAAD Centro dá início ao projeto THE Limpa e realiza limpeza nas margens dos rios Parnaíba e Poti

A Superintendência das Ações Descentralizadas (SAAD) Centro deu início nesta segunda-feira (18) ao Projeto THE Limpa. A ação realizará a limpeza das margens dos rios Parnaíba e Poti em Teresina e tem como objetivo a preservação ambiental e da fauna na região.

De acordo com o superintendente da SAAD Centro, Roncalli Filho, 15 agentes de limpeza serão mobilizados para a rio Parnaíba e em um segundo momento seguiram para o rio Poti. No local, o grupo fará a captação de resíduos sólidos. O chefe da pasta frisou que os profissionais permanecerão reforçando a limpeza até que a região de competência da SAAD Centro esteja livre de lixo na margem do rio.

“Nossa equipe já esteve no local anteriormente fazendo a remoção dos aguapés que prejudicam a vida aquática do rio. Agora, vamos atuar em outra frente, que será a remoção de todo o lixo das margens, que afeta a vida dos animais e da própria população que vive no entorno. Esse é um compromisso da Superintendente e da Prefeitura com a preservação ambiental da cidade. Queremos aproveitar para pedir a atenção da população para essa conscientização sobre o meio ambiente e para o fato de que o descarte irregular do lixo é bastante prejudicial”, frisou Roncalli Filho.

O gerente de limpeza urbana na SAAD Centro, Paulo Eduardo, relatou que a ação foi organizada pois constatou-se um intenso descarte irregular de lixo na área, em um ponto que passou a prejudicar o bem-estar da fauna da cidade.

“Com a limpeza vamos evitar que a água carregue esses resíduos para dentro do rio e também vamos evitar acidentes com os animais, como tejos, iguanas e cobras como a jiboia. Em vistoria que fizemos avistamos uma iguana com o rabo decepado e acreditamos ter sido devido a esse lixo. Haviam muitos cacos de vidro, de garrafas quebradas e televisões velhas”, pontuou.

Segundo Paulo Eduardo, a limpeza começará na região próxima ao bairro Primavera, na zona Norte, que foi o local mais crítico identificado. O gerente também ressaltou que a coleta do lixo será feita de forma seletiva, com equipes distintas para plásticos, papel ou vidro, de forma que conforme o possível, o material será enviado para a reciclagem.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular