Conecte-se conosco

Cidades

Comitê flagra festas clandestinas na capital e Grande São Paulo

Publicado

em

Comitê flagra festas clandestinas na capital e Grande São Paulo

O Comitê de Blitz, formado pela Vigilância Sanitária, Procon e agentes de segurança, flagrou diversas festas clandestinas ocorrendo neste final de semana, na Grande São Paulo. Festas e aglomerações estão proibidas em todo o estado paulista por causa da pandemia de covid-19, uma vez que favorecem a disseminação do novo coronavírus.

Em uma destas festas, o comitê flagrou 206 pessoas em uma festa em Itaquera, na zona leste da capital, na noite de ontem (25). Na ação, seis pessoas foram detidas, entre elas, o proprietário do local. O estabelecimento foi interditado.

Já em Carapicuíba, a Polícia Civil flagrou uma festa clandestina com 112 pessoas. Durante a ação de fiscalização, quatro pessoas foram detidas em flagrante, entre elas, os organizadores do evento. Segundo a polícia, as pessoas não respeitavam o distanciamento social e nem mesmo usavam máscara de proteção, o que desrespeita as regras impostas no Plano São Paulo. O local foi lacrado e multado pela Vigilância Sanitária.

Também neste final de semana, o comitê flagrou 117 pessoas bebendo e dançando, desrespeitando as regras que impedem aglomerações. A festa ocorria na rua Baronesa de Bela Vista, no Campo Belo, zona sul da capital. Sete pessoas foram detidas, entre elas, o proprietário do bar e restaurante.

Na madrugada de ontem, os agentes de fiscalização encontraram 150 pessoas aglomeradas em um bar na região de Arincaduva, zona leste de São Paulo. Na ação, 17 pessoas foram detidas, inclusive o proprietário do bar. No local, ocorria uma festa com DJ e banda.

Neste domingo, a taxa de isolamento social em todo o estado de São Paulo foi de 49%, ainda abaixo do que as autoridades de saúde consideram ideal para diminuir a propagação do novo coronavírus, que é acima de 55%.

Apesar do estado ter registrado queda nos indicadores de internações, mortes e de novos casos de covid-19, os índices ainda são muito altos, acima do pico registrado no ano passado. Por isso, as autoridades dizem que é importante que a população siga utilizando máscara e evitando festas e aglomerações. Essas medidas, aliadas à vacinação, ajudam a controlar a disseminação do vírus.

=
Com Informação da Agência Brasil

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

SAAD/Leste inicia retirada de outdoors irregulares em Teresina

Publicado

em

Por

SAAD/Leste inicia retirada de outdoors irregulares em Teresina

A Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD/Leste) inicia dia (17), próxima segunda-feira, uma operação de limpeza de outdoors e anúncios publicitários irregulares. James Guerra, superintendente da SAAD/Leste, informou que providenciará a retirada de todos os outdoors irregulares, distribuídos em dez avenidas da zona Leste de Teresina.

Todas as publicidades expostas em prédios ou áreas abertas (outdoors, placas, faixas, bandeiras e outros) devem ser autorizadas pelo poder público e, segundo o superintendente, para coibir a prática irregular, os proprietários terão o prazo de 72 horas para regularizá-las.

“A nossa equipe, verificando que não havia processo de regulamentação dos outdoors, notificou todos os proprietários das empresas de publicidade e propaganda que exploram essa atividade, a no prazo de 72 horas, apresentá-los regulares ou o licenciamento dos que estão em utilização. Passado este prazo, e não tendo obtido a resposta, a SAAD/Leste adotará as providências de retirada imediata dessas propagandas”, advertiu Guerra.

O trabalho será iniciado pelas avenidas Nossa Senhora de Fátima, presidente Kennedy, Dom Severino, Homero Castelo Branco, Cajuína, João XXIII, avenida dos Expedicionários, Petrônio Portela e Zequinha Freire.

Todas as publicidades expostas em prédios ou áreas abertas devem ser autorizadas pelo poder público Fotos(Ascom/SAAD Leste)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Agendamento para vacina contra a Covid em hospitais é reaberto

Publicado

em

Por

Agendamento para vacina contra a Covid em hospitais é reaberto

A Fundação Municipal de Saúde está abrindo mais uma vez hoje (11) o cadastro para a vacinação contra a covid-19 para pessoas de 55 a 59 anos com comorbidades. O agendamento será para amanhã (12) em uma das sete salas de vacina específicas para a imunização definidas pela FMS.

Para fazer o agendamento, basta acessar o site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e clicar no botão “agendamento público alvo”. Abrirá uma página onde a pessoa deve inserir seu CPF e escolher a opção “Pessoas com comorbidade de 55 a 59 anos” e confirmar, para então inserir seus dados pessoais e escolher local, dia e hora de receber sua primeira dose.

Os pontos disponíveis para a vacinação são os hospitais da Primavera, Dirceu, Promorar, Buenos Aires, Mocambinho, Hospital Getúlio Vargas (HGV) e Hospital Universitário da UFPI (HU). No momento da vacinação, é necessário apresentar um documento pessoal com foto (RG ou CNH); um laudo, declaração ou receita médica que comprove a comorbidade e o cartão de vacina.

O imunizante aplicado nestes locais será o produzido pelo laboratório Pfizer, que requer condições especiais de armazenamento e aplicação, e por isso está restrito a hospitais. A FMS esclarece que as vacinas aplicadas ainda são as recebidas no lote da semana passada, que por determinação da Secretaria Estadual de Saúde foi reservada apenas para este público em específico. “Estamos aguardando o recebimento de novas doses e orientações do Ministério da Saúde para ampliarmos a imunização com esta vacina”, diz Emanuelle Dias, coordenadora da vacinação contra a Covid-19 em Teresina.

O imunizante aplicado nestes locais será o produzido pelo laboratório Pfizer. Foto: Ascom (FMS)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular