Conecte-se conosco

Cidades

Número de novos casos da covid-19 cai 7% em uma semana no país

Publicado

em

Sesapi divulga números da vacinação no Piau/i

O Brasil fechou a última semana epidemiológica (Semana 15) com uma redução de 7% no número de casos confirmados da doença. Os números foram atualizados em balanço do Ministério da Saúde nesta quinta-feira (22). Entre os dias 11 e 17 de abril, foram 455.085 casos, o que significa 36.324 a menos comparado com a semana epidemiológica anterior, com 491.409 casos. 

Em relação aos óbitos, foram registradas 20.344 mortes na semana passada, uma queda de 4% em relação à semana anterior, o que é considerado, pela pasta, como uma estabilização dos números. O maior registro de novos óbitos ocorreu em 8 de abril, com um total de 4.249 notificações em um dia. 

Na última semana, o país apresentou redução nos registros da doença em 13 estados e no Distrito Federal, aumento em seis e estabilização em sete. Os estados que tiveram redução foram Amapá, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, São Paulo, Acre e Mato Grosso e o Distrito Federal. A estabilização dos casos ocorreu no Rio Grande do Sul, Rondônia, Rio de Janeiro, Paraíba, Piauí, Paraná e Tocantins e o aumento ocorreu na Bahia, Santa Catarina, Sergipe, Alagoas, Roraima e Maranhão.

Dez estados apresentaram queda no número de mortes, enquanto em nove houve aumento nos registros. Outros sete estados e o DF tiveram estabilização. A redução no número de novos óbitos ocorreu no Amazonas, Ceará, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Paraíba, Rio Grande do Norte e Espírito Santo. Houve estabilização no Maranhão, Distrito Federal, Goiás, Rondônia, Bahia, São Paulo, Alagoas e Tocantins. O aumento foi constatado no Sergipe, Piauí, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Acre, Amapá, Roraima e Pará.

Este ano, até o dia 19 de abril, foram confirmados 81.574 casos de Síndrome Gripal (SG) por covid-19 em profissionais de saúde. As profissões com maiores registros da doença foram técnicos/auxiliares de enfermagem (29,5%), enfermeiros (16,9%), médicos (10,8%), farmacêuticos (5,4%) e agentes comunitários de saúde (5,2%).

Até 17 de abril, foram confirmados 951 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) hospitalizados em profissionais de saúde por covid-19. Outros 315 casos encontram-se em investigação.

Variantes

De 9 de janeiro até 17 de abril, foram identificados 2.074 de casos de covid-19 pelas variantes em 25 estados. Desse total, 73 são da variante do Reino Unido (B.1.1.7), 1.998 da variante do Amazonas (P.1) e três da variante da África do Sul (B.1.351).

Até 17 de abril, foram registrados 11 casos de reinfecção no país – cinco pela variante do Amazonas. Os estados que registraram casos de reinfecção, até o momento, são: Rio Grande do Norte (1), Goiás (1), São Paulo (3), Minas Gerais (1), Paraná (1), Amazonas (3) e Santa Catarina (1). 

Reações adversas

De acordo com o Ministério da Saúde, foram notificados, nos dois primeiros meses da campanha de vacinação contra a covid-19, um total 39.234 casos suspeitos de Eventos Adversos Pós-Vacinação (EAPV). Desses, 37.780 foram classificados como sem gravidade. De acordo com a pasta, os eventos adversos não possuem necessariamente uma relação direta com a aplicação da vacina.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Alimentação escolar: Semec divulga resultado da Chamada Pública da Agricultura Familiar

Publicado

em

Por

Alimentação escolar: Semec divulga resultado da Chamada Pública da Agricultura Familiar

Foto: Ascom Semec

A Comissão da Chamada Pública da Agricultura Familiar, organizada pela Secretaria Municipal de Educação (Semec), divulgou o resultado do julgamento das documentações de habilitação, dos projetos de vendas e das amostras inscritas no procedimento.

A Chamada Pública trata da aquisição de gêneros alimentícios da agricultura familiar destinados ao preparo da alimentação oferecida aos alunos da Rede Municipal de Teresina em 2021. As amostras foram apresentadas às nutricionistas da Semec na última semana de abril, sendo todas aprovadas pela equipe. Porém, de acordo com os documentos de habilitação, a Comissão apontou 13 classificadas e uma associação desclassificada.

A próxima etapa é a assinatura do contrato, com vigência de 12 meses. Os produtores são responsáveis pela entrega dos gêneros alimentícios semanalmente nas unidades de ensino.

EDITAL DO RESULTADO DA CHAMADA PUBLICA

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

FMS inicia vacinação de pessoas com comorbidades

Publicado

em

Por

FMS inicia vacinação de pessoas com comorbidades

 

Fotos: Ascom FMS

Teve início nesta quinta-feira (6) em Teresina a vacinação de pessoas com comorbidades com idade entre 55 e 59 anos. A vacinação desta data é exclusiva para quem fez agendamento no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e que comprove com documentos a comorbidade.

Um dos pontos de vacinação é o Hospital da Primavera, onde na manhã de hoje, o comerciário Edvan Sousa, 57, anos recebeu a primeira dose. “Eu tenho hipertensão grave há mais de 20 anos e faço uso de duas medicações para o controle da pressão”, falou.

Ele que já teve Covid, na forma branda, ressalta as necessidades das pessoas manterem os cuidados. “Vou seguir mantendo distanciamento e a higienização das mãos enquanto durar esta pandemia. Cada um tem que fazer a sua parte”, diz.

Emanuelle Dias, coordenadora da vacinação Covid na capital, informa que só deve ir aos postos nos hospitais quem fez o agendamento. “Essa modalidade seguirá até dia 9, as pessoas precisam ficar atentas na documentação correta ao irem se vacinar e levar original e cópia”.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular