Conecte-se conosco

Cidades

Novo decreto amplia os horários de funcionamento durante lockdown nos fins de semana

Governador Wellington Dias assina novo decreto

Publicado

em

Wellington Dias

O governador Wellington Dias (PT) assinou decreto com medidas sanitárias para conter o avanço da covid-19 no estado trouxe algumas alterações em suas recomendações. 

Agora, os supermercados podem funcionar até as 23h durante o lockdown no final de semana: sábado (24) e domingo (25). 

Nas últimas semanas, mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados e padarias só podiam funcionar até as 20h nos dias de lockdown. O novo decreto estabelecime o horário ampliado.

O decreto manteve a restrição de vendas de alguns produtos durante a vigência do lockdown. Os estabelecimentos ficam proibidos de comercializar artigos de vestuário, móveis, colchões, cama box, aparelhos celulares, computadores, impressoras e demais aparelhos e equipamentos de informática.

Segundo o decreto do Governo do Estado, a decisão pela prorrogação das medidas, com as alterações em relação aos horários, levou em consideração a constatação de estabilidade na demanda por leitos clínicos e de terapia intensiva; a regressão do estado de alta para estabilidade no número de óbitos por covid-19.

Confira o que poderá funcionar durante os dias de lockdown:

Mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias e produtos alimentícios;

Farmácias, drogarias, produtos sanitários e de limpeza;

Bancos e lotéricas;

Oficinas mecânicas e bor racharias;

Lojas de conveniência e lojas de produtos alimentícios situadas em rodovias estaduais e federais, exclusivamente para atendimento de pessoas em trânsito;

Postos revendedores de combustíveis e distribuidoras de gás;

Hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes;

Distribuidoras e transportadoras;

Serviços de segurança pública e vigilância;

Serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru;

Serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa;

Serviços de saúde, respeitadas as normas expedidas pela Secretaria da Saúde do Estado do Piauí;

Serviços de saneamento básico, transporte de passageiros, energia elétrica e funerários;

Agricultura, pecuária, extrativismo e indústria;

Templos, igrejas e centros espíritas

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Prefeito Dr. Pessoa pede a ministro aumento de repasse federal para custeio da saúde em Teresina

Publicado

em

Por

Prefeito Dr. Pessoa pede a ministro aumento de repasse federal para custeio da saúde em Teresina

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, se reuniu na tarde desta quarta-feira (16), em Brasília (DF), com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

A audiência contou com a presença do secretário de Planejamento de Teresina, João Henrique Sousa e dos três senadores do Piauí, Marcelo Castro (MDB), Elmano Férrer (PP) e Ciro Nogueira (PP). O médico piauiense José Lira também participou do encontro a convite do prefeito Dr. Pessoa.

Na oportunidade, o prefeito relatou ao ministro a dificuldade que o município tem tido em arcar financeiramente com os custos da saúde.

A cidade de Teresina, que atende hoje grande parte de pacientes do interior do Piauí e ainda recebe pessoas vindas de Estados da região Nordeste, como Maranhão e Pará, hoje investe 53% da receita corrente líquida do município em saúde.

“Relatamos ao ministro a situação enfrentada pelos municípios em relação ao custeio da saúde pública e pedimos um auxílio nessa área pois está ficando cada vez mais difícil financeiramente, principalmente devido ao aumento de investimentos no setor devido à pandemia de coronavírus”, explicou o prefeito.

Na oportunidade, também foi apresentado a Marcelo Queiroga o projeto para a construção do Hospital da Mulher de Teresina.

O prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, se reuniu na tarde desta quarta-feira (16), em Brasília (DF), com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga Fotos: Divulgação / Semcom

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Semcaspi firma parceria com Defesa Civil para atender famílias em áreas e em casas de riscos

Publicado

em

Por

Semcaspi firma parceria com Defesa Civil para atender famílias em áreas e em casas de riscos

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) firmou parceria com a Secretaria Municipal da Defesa Civil para atender famílias que vivem em áreas e em casas de riscos em Teresina. A reunião aconteceu nessa terça-feira (15), no gabinete da Semcaspi.

O secretário da Semcaspi, Márcio Allan, ressalta que as parcerias na gestão têm como principal objetivo reforçar e ampliar os serviços prestados na assistência social.

“A nossa gestão será pautada em parcerias para um melhor atendimento ao público da Semcaspi e na elaboração e execução de projetos. Atualmente, já fechamos parcerias com a Prodater, a Eturb, a Coordenadoria Estadual de Enfrentamento às Drogas e, agora, com a Defesa Civil”, destacou o secretário.

Para o secretário da Defesa Civil, Carlos Ribeiro, essa parceria visa ampliar o atendimento às pessoas que estão em situação de vulnerabilidade social, inclusive, a alimentar.

“A parceria tem como foco principal a distribuição de cestas básicas às famílias cadastradas pela Defesa Civil. Estamos realizando cadastro das famílias que moram em áreas ou em casas de riscos. Estas pessoas precisam de assistência do poder público e vamos aprimorar os serviços que já disponibilizamos”, pontuou.

Em março deste ano, a Defesa Civil Municipal, que integrava os serviços da Semcaspi, foi desmembrada e ganhou status de secretaria.

A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) firmou parceria com a Secretaria Municipal da Defesa Civil Fotos(Ascom/Semcaspi)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular