Conecte-se conosco

Cidades

Jovens adultos são maioria entre casos confirmados de Covid-19 no Piauí

Publicado

em

Covid-19 avança entre jovens no Piauí e no Brasil

Segundo os dados da Secretaria de Estado da Saúde do Estado (SESAPI), jovens adultos são a maioria entre casos confirmados de Covid-19 no Piauí.

A faixa que abrange pessoa de 20 a 49 anos representam 58,75% entre os casos confirmados da doença no Piauí. A maior concentração é entre jovens de 30 a 39 anos (22,33%). As crianças de 0 a 9 anos são 4,6% dos casos registrados de Covid-19 no Piauí.

O percentual de óbitos continua maior entre os idosos. Das vítimas de Covid-19 no Piauí, 77,6% tinham mais de 60 anos. Porém, vítimas mais jovens tem surgido com mais frequência no Boletim Epidemiológico da SESAPI. Ontem (9), seis mortes em decorrência da doença foram de pessoas com menos de 60 anos de um total de 37 óbitos.

Com a vacinação dos idosos é esperado uma diminuição no registro de novos casos e de mortes nessa faixa etária da população.

O Brasil registou em março o maior número de jovens internados em leitos de UTI desde o início da pandemia. Pacientes de até 40 anos representavam 52,2% das internações, segundo matéria da Folha de São Paulo.

“Embora os dados mostrem que a vacina pode estar tendo o efeito esperado entre os mais velhos já imunizados, eles também revelam que, ao se acharem imbatíveis, os jovens, muitos sem qualquer comorbidade, são agora as maiores vítimas da epidemia”

Ederlon Rezende, coordenador da plataforma UTIs Brasileiras, para a folha de são paulo

Nova variante é mais agressiva entre jovens

Estudos apontam que as novas variantes do novo coronavírus seriam mais agressivas, com maior carga viral e letalidade, o que diminuiria a resistência do organismo de pessoas mais jovens.

Um estudo publicado no começo de abril por pesquisadores do Paraná resultou numa observação preocupante. A variante P.1 do coronavírus, que surgiu em Manaus, mata mais jovens. A disseminação da nova cepa no Brasil foi tratada pelos cientistas como “surto mortal”.

Segundo os dados, a proporção de pacientes que morreram após contraírem a Covid-19 era estável entre os meses de setembro de 2020 e janeiro de 2021. Entretanto, a partir de fevereiro deste ano, as taxas de mortalidade aumentaram para quase todos os grupos com mais de 20 anos.

Dados do governo mostram que no mês passado, mais de 2.030 brasileiros entre 30 e 39 anos morreram de COVID-19. Isso é quase o dobro do número registrado em janeiro. 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

FMS inicia vacinação de pessoas com comorbidades

Publicado

em

Por

FMS inicia vacinação de pessoas com comorbidades

 

Fotos: Ascom FMS

Teve início nesta quinta-feira (6) em Teresina a vacinação de pessoas com comorbidades com idade entre 55 e 59 anos. A vacinação desta data é exclusiva para quem fez agendamento no site http://vacinaja.fms.pmt.pi.gov.br/ e que comprove com documentos a comorbidade.

Um dos pontos de vacinação é o Hospital da Primavera, onde na manhã de hoje, o comerciário Edvan Sousa, 57, anos recebeu a primeira dose. “Eu tenho hipertensão grave há mais de 20 anos e faço uso de duas medicações para o controle da pressão”, falou.

Ele que já teve Covid, na forma branda, ressalta as necessidades das pessoas manterem os cuidados. “Vou seguir mantendo distanciamento e a higienização das mãos enquanto durar esta pandemia. Cada um tem que fazer a sua parte”, diz.

Emanuelle Dias, coordenadora da vacinação Covid na capital, informa que só deve ir aos postos nos hospitais quem fez o agendamento. “Essa modalidade seguirá até dia 9, as pessoas precisam ficar atentas na documentação correta ao irem se vacinar e levar original e cópia”.

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Cidades

Prefeitura de Teresina inaugura Observatório do Clima

Publicado

em

Por

Prefeitura de Teresina inaugura Observatório do Clima

A Prefeitura de Teresina, através da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMAM) e a Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD) Centro, inaugurou o Observatório de Mudanças Climáticas de Teresina.

No local, serão realizadas ações de monitoramento e análise do clima, estudos de prevenção e mitigação de riscos para o município, além de educação ambiental com escolas e universidades.

Todo o espaço que vai abrigar a equipe de pessoal especializado para realização dos trabalhos já está concluído. Agora está sendo feita a aquisição dos materiais e equipamentos para o Observatório do Clima.

“Esse é um observatório da natureza. Há muito tempo que a Organização das Nações Unidas discute essa questão climática. Precisamos de um avanço econômico, mas com equilíbrio ecológico”, destacou o prefeito Dr. Pessoa.

A secretária Elisabeth Sá afirmou que esse é um dos momentos mais importantes para o meio ambiente e que o Observatório do Clima será um espaço de trabalho, mas sobretudo de estudos.

“Estou muito feliz em fazer parte desse momento tão importante para o nosso Meio Ambiente. O principal objetivo é desenvolver a execução do Observatório de Mudanças Climáticas, atendendo 3.400 (três mil e quatrocentos) jovens e adultos, através de cursos que proporcionem aos alunos a aquisição dos conhecimentos básicos para a adoção de comportamentos de segurança, de prevenção e gestão adequada do risco”, finalizou a secretária.

Também hoje, no Parque da Cidade, foi inaugurada academia popular, que deve atender aos visitantes e moradores da região Norte de Teresina.

No local, serão realizadas ações de monitoramento e análise do clima, estudos de prevenção e mitigação de riscos para o município Fotos(Rômulo Piauilino / Semcom)

=
Com Informação da Prefeitura de Teresina

Continue lendo

Câmbio

Capa

Tempo

Caro leitor,

Diariamente você recebe dezenas notícias no seu whatsapp. Algumas são verdadeiras, outras não.

Por isso, é tão importante poder contar com uma fonte de informação confiável – e independente.

É isso que nós fazemos. Produzimos conteúdo. De relevância e com qualidade. Nós checamos as informações antes de publicar para que você receba apenas a verdade.

Nós analisamos os fatos para que você construa sua opinião. Nós entrevistamos pessoas, confrontamos autoridades e cobramos resultados do setor público.

O Jornal Diário do Povo faz jornalismo. E para fazer bem feito, nós precisamos do seu apoio. Assine o jornal. Custa pouco, mas vale muito. 

Banca de Jornal

Popular