Teresina, 22 de julho de 2024
Logotipo do grupo DO POVO de Comunicação
BroadCast DO POVO. Serviço de notícias para veículos de comunicação com disponibilzação de conteúdo.
Pesquisar
Close this search box.
PUBLICIDADE

Projeto ‘Centro Vivo’ quer revitalizar o Centro de Teresina

O projeto "Centro Vivo" busca revitalizar o Centro de Teresina através da construção de moradias, atraindo moradores e fomentando o comércio local.
Projeto "Centro Vivo" é uma iniciativa para revitalizar o Centro de Teresina
Zona Centro de Teresina: prédios abadonados e casas fechadas

O Centro de Teresina enfrenta uma crise com imóveis fechados, transporte coletivo deficiente e comércio em declínio. Diante desse cenário, a revitalização do centro tornou-se uma questão econômica e social, e a proposta é tornar a área habitável novamente.

O projeto “Centro Vivo”, apresentado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil à Prefeitura de Teresina, visa construir moradias para atrair moradores e fomentar o comércio local.

Segundo o engenheiro e empresário Guilherme Fortes, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil, o projeto busca oferecer vantagens para os futuros moradores, como a redução do ITBI na primeira compra e a cobrança proporcional do IPTU para o Centro de Teresina.

A ideia é incentivar a ocupação residencial na região, especialmente por trabalhadores de empresas e órgãos públicos situados no centro comercial. A proposta de moradias contempla apartamentos de um, dois e três quartos, atendendo a diferentes perfis de moradores.

Incentivo para habitações no centro de Teresina

“Nós queremos fazer uma oferta com mais vantagens para esses moradores e é muito simples: redução do ITBI na primeira compra, que é para incentivá-lo, não será cobrado, e o IPTU será proporcional ao terreno. Se tem um IPTU de mil reais cobrado e vão ter 20 famílias morando num prédio, o IPTU é R$ 50. São coisas muito simples que eu acredito que na prática, sinceramente, vai ser muito bem aceito e vamos ter a oferta de habitação naquela região do centro expandido”, disse o presidente.

Guilherme Fortes, presidente do Sinduscon, apresenta o projeto para revitalizar o centro de Teresina recuperando a zona através de incentivos habitacionais.
Guilherme Fortes, presidente do Sinduscon. Entidade quer revitalizar o Centro de Teresina

O “Centro Vivo” conta com o apoio de importantes entidades, como a Federação das Indústrias, o Serviço Social da Indústria, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, a Federação do Comércio, a Câmara de Dirigentes Lojistas, a Associação de Bares e Restaurantes e o Sindicato dos Lojistas.

Entidades apoiam a revitalização do Centro

A elaboração do projeto “Centro Vivo”, segundo Guilherme Fortes, foi embasada em uma pesquisa detalhada, na qual todos os imóveis da região da Miguel Rosa para o Centro da cidade. Foram analisados e classificados quanto ao seu status de ocupação e relevância histórica. Através deste levantamento, foi possível diagnosticar a realidade das pessoas que se deslocam diariamente para o centro.

Os dados coletados mostraram que os indivíduos gastam, em média, uma hora e meia no trânsito entre suas casas e os locais de trabalho no centro. Embora morar distante não seja necessariamente um problema, a pesquisa revelou que essas pessoas estão perdendo tempo de vida em deslocamentos. Quando apresentada a opção de morar mais próximo ao trabalho, a ideia foi amplamente bem recebida.

SindLojas apoia o projeto “Centro Vivo”

Leonardo Viana, vice-presidente do Sindicato dos Lojistas, também reforçou a importância do projeto “Centro Vivo” para o comércio local. Ele destacou que, atualmente, há mais de três mil trabalhadores do setor comercial no centro e que a criação de moradias na região contribuiria para aliviar o trânsito e aumentar o consumo no próprio centro.

Leonardo ressaltou que o centro já possui uma infraestrutura adequada, como abastecimento de água e energia elétrica, e que muitos imóveis podem ser adaptados para atender ao projeto. Ele lembrou que, no passado, muitas pessoas moravam no centro e que é fundamental um olhar atento da Prefeitura e do Estado para recuperar e ocupar os espaços atualmente fechados, especialmente os andares superiores dos prédios.

Com a revitalização proposta, espera-se que lojas de alimentação e eventos noturnos voltem a ocorrer na região, assim como o comércio possa funcionar até mais tarde, atraindo mais pessoas para conviver e se abastecer no local.

Câmara de Vereadores quer projeto de Lei da revitalização

A proposta já foi discutida em uma audiência pública na Câmara Municipal, onde recebeu apoio da maioria dos parlamentares.

Embora ainda não haja previsão para a apreciação do projeto como lei pelo legislativo municipal, a iniciativa busca trazer vida ao centro comercial da cidade e, consequentemente, gerar mais empregos e renda para a população local. Com o programa “Centro Vivo”, espera-se que o Centro de Teresina retome seu potencial de desenvolvimento e volte a ser uma área habitável e próspera.

PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA TAMBÉM

Eleição não é matemática

Eleição é uma manifestação da alma humana, e essa alma, rica em sentimentos e emoções, nunca pode ser completamente capturada por números.

ÚLTIMAS
PUBLICIDADE
CONTEÚDO RELACIONADO
PUBLICIDADE
VEJA +

Notícias

Institucional

Para você

Notícias

Institucional

Para você